Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7984
Title: A cultura nordestina e o forró de pé de serra: o caso do Projeto Cultural Museu do Vaqueiro e Forró da Lua
Authors: Albuquerque Filho, Heitor Freire de
Keywords: Cultura nordestina;Northeast culture;Forró de pé de Serra;Museu do vaqueiro;Forró da Lua;Cowboy Museum
Issue Date: 29-Nov-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ALBUQUERQUE FILHO, Heitor Freire de. A cultura nordestina e o forró de pé de serra: o caso do Projeto Cultural Museu do Vaqueiro e Forró da Lua. 2018. 51f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Turismo), Departamento de Turismo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O presente estudo visa compreender a importância do forró como gênero musical da Cultura Nordestina, bem como evidenciar as possíveis influências sofridas pelo contato dos autóctones com a cultura inglesa e americana, por ocasião da construção da estrada de ferro e da instalação da Base Militar em Parnamirim/RN, em momentos distintos. Como metodologia aplicada, utilizou-se a pesquisa qualitativa. Nesse contexto são apresentados depoimentos públicos de artistas locais e nacionais disponíveis na plataforma de compartilhamento de vídeos (YouTube), obras literárias, bem como visitas in loco no Museu do Vaqueiro localizado na Fazenda Bom Fim, em São José de Mipibu/RN, a fim de retratar os desafios enfrentados pelos cantadores diante de um mercado fonográfico adverso, uma vez que as Bandas de forró, oriundas na sua formação no estado do Ceará, passaram a ocupar um filão significativo junto ao público. Os resultados observados indicam que o Estado do Rio Grande do Norte, como um todo, sofreu a influência da presença estrangeira em seus hábitos e costumes, como por exemplo no linguajar, que vem carregado de palavras da língua inglesa. Por tudo o que foi encontrado, ressalta-se o valor do Projeto Museu do Vaqueiro/Forró da Lua buscando manter viva a chama do Verdadeiro Forró de Raiz. Muito embora o local mantenha um público fiel, esse número ainda é de pouca representatividade. Sendo assim, pode-se afirmar que se trata de um produto turístico singular e fiel à Cultura Nordestina.
Abstract: The present study aims to understand the importance of forro as musical genre of the Northeast Culture, as well as to evidence the possible influences of native contacts suffered with English and American culture, on the occasion of the construction of Railway and the installation of the military Base in Parnamirim/RN, in different moments. The methodology applied were qualitative research. In this context are presented public statements of local and national artists available on video-sharing platforms (YouTube), literary works, as well as on-site visits in the Cowboy Museum located in Bom Fim Farm, in São José de Mipibu/RN, in order to portray the challenges faced by singers in front of an adverse phonographic market, once the forro bands, from in your training in the Ceara State, began to occupy a significant Lode along to the public. The results observed indicate that the Rio Grande do Norte state, as a whole, suffered the influence of the foreign presence in their habits and customs, as for example in the language, which comes loaded with words in the English language. For all that has been found, it should be noted the value of the Cowboy Museum Project/Forro da Lua seeking to keep alive the origin of the Forro (Forro de Raiz). Although the site maintain a loyal following, that number is still low representation. Therefore, we can say that it is a tourism product unique and true to the Northeast culture.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7984
Other Identifiers: 2014086922
Appears in Collections:Turismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ACulturaNordestina_AlbuquerqueFilho_20181.68 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons