Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7975
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorTinôco, Juliana Delgado-
dc.contributor.authorNascimento, Johnatan Lima-
dc.date.accessioned2018-12-17T18:36:23Z-
dc.date.available2018-12-17T18:36:23Z-
dc.date.issued2018-12-10-
dc.identifier20170108050pt_BR
dc.identifier.citationNASCIMENTO, Johnatan Lima. Remoção de nitrogênio em valores de oxidação. 2018. 39f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Centro de Tecnologia, Curso de Engenharia Ambiental, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7975-
dc.description.abstractThe removal of nitrogen has become an important parameter for projects of new sewage treatment plants. Since this nutrient presents a lot of threats to water quality in recipient bodies and groundwater. The present study was aimed at evaluating the removal of nitrogen from the oxidation ditch in a tropical climate region, located in the central campus of the Federal University of Rio Grande do Norte / UFRN in the city of Natal / RN. To evaluate the nitrogen removal, laboratory analyzes were performed during the period from August to November, 2018, divided into two phases, following the operational parameters of the ETE / UFRN. Based on physical-chemical parameters; pH, Dissolved Oxygen (DO), Alkalinity, Nitrogen Series and Suspended Solids, so that it was possible to verify the removal of the nitrogen concentrations in the oxidation ditch. In phase I no ammonia removal was observed in the reactor. During Phase II of the research it was possible to identify the average removal of ammonia around 68.56% of the initial concentration, maintaining low average concentrations of nitrate, around 0 to 1 mg/L in the aerobic reactor. It is concluded that DO was the limiting factor for oxidation of nitrogenous matter, but that it is possible to remove nitrogen from the oxidation ditch without affecting the subsequent treatment units.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortept_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectRemoção de nitrogêniopt_BR
dc.subjectOxigênio Dissolvido (OD)pt_BR
dc.subjectActivated sludgept_BR
dc.subjectOxidation ditchpt_BR
dc.subjectNitrogen seriespt_BR
dc.subjectDissolved Oxygen (DO)pt_BR
dc.subjectLodo ativadopt_BR
dc.subjectValo de oxidaçãopt_BR
dc.subjectTEE-UFRN.pt_BR
dc.titleRemoção de Nitrogênio em valos de oxidaçãopt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.contributor.referees1Cunha, Paulo Eduardo Vieira-
dc.contributor.referees2Paula, Carolina Tavares-
dc.description.resumoA remoção de nitrogênio tem se tornado um parâmetro importante para projetos de novas estações de tratamento de esgoto, visto que esse nutriente apresenta grandes ameaças para qualidade da água em corpos receptores e águas subterrâneas. Este trabalho teve como objetivo avaliar a remoção de nitrogênio do valo de oxidação em uma região de clima tropical, localizada no campus Central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN no município de Natal/RN. Para avaliar a remoção de nitrogênio foram realizadas análises laboratoriais durante o período de agosto a novembro de 2018, dividida em duas fases o com base na taxa de oxigenação dos aeradores superficiais, seguindo os parâmetros operacionais da ETE/UFRN. Foram avaliados os parâmetros físico-químicos: pH, Oxigênio Dissolvido (OD), Alcalinidade, Série nitrogenada e sólidos em suspensão, para que fosse possível averiguar a remoção de nitrogênio no valo de oxidação. Na fase I não foi observado remoção de amônia no reator com o aerador funcionando com frequência rotacional abaixo de 60 Hz. Durante a Fase II da pesquisa, com o aerador funcionando com frequência rotacional de 60 Hz foi possível identificar a remoção média de amônia em torno de 68,5% da concentração média inicial, mantendo-se baixas concentrações médias de nitrato e nitrito, em torno de 0 a 1 mg/L no reator aeróbio. Com o aumento da rotação do aerador mecânico no fornecimento de oxigênio foi possível observar a oxidação de amônia no valo de oxidação na fase II, sendo superior a fase I, tornando-se viável a remoção de nitrogênio.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEngenharia Ambientalpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.subject.cnpqEngenharia Sanitária>Tratamento de Águas de Abastecimento e Residuárias.pt_BR
Appears in Collections:Engenharia Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Remoçãodenitrogênio_Nascimento_2018.pdf1.35 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons