Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7903
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFurukava, Marciano-
dc.contributor.authorCordeiro, Alikson Douglas do Nascimento-
dc.date.accessioned2018-12-14T18:27:01Z-
dc.date.available2018-12-14T18:27:01Z-
dc.date.issued2018-11-29-
dc.identifier20170008368pt_BR
dc.identifier.citationCORDEIRO, Alikson Douglas do Nascimento. Aproveitamento energético da biomassa do campus Natal da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. 2018. 34f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Centro de Tecnologia, Curso de Engenharia Ambiental, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7903-
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortept_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectBiomassapt_BR
dc.subjectAproveitamento Energéticopt_BR
dc.subjectBriquettept_BR
dc.titleAproveitamento energético da biomassa do Campus Natal da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRNpt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.contributor.referees1Furukava, Marcio-
dc.contributor.referees2Souza, Kleber Cavalcante de-
dc.description.resumoBuscou-se realizar o aproveitamento energético da biomassa utilizando a briquete do coco do campus Natal da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. O uso do briquete de coco se justifica pelo seu poder calorífico, através da adoção de medidas ambientalmente corretas e de acordo com as normas e legislações que abordam a temática aqui defendida. O estudo foi desenvolvido na Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN (campus), onde se encontra uma plantação de aproximadamente 700 coqueiros. Foi realizado uma visita in loco para observar e adquirir informações sobre algumas características da temática. O resultado da pesquisa mostrou que o poder calorifico da casca do coco é superior ao do bagaço da cana de açúcar comumente utilizado. O fluxo dos resíduos na UFRN apresentam da seguinte forma: os resíduos de poda que podem ser triturados são levados para compostagem, após a trituração, os maiores são usados em ornamentações das trilhas para delimitar o espaço que pode ser pisoteado, o coco, por sua vez, não tem destinação adequada, nem específica.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEngenharia Ambientalpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
Appears in Collections:Engenharia Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC FINALIZADO.pdf1.18 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons