Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7869
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMoriyama, André Luis Lopes-
dc.contributor.authorSilva, Jonathan Nasper Bento da-
dc.date.accessioned2018-12-14T12:20:32Z-
dc.date.available2018-12-14T12:20:32Z-
dc.date.issued2018-12-05-
dc.identifier2014048340pt_BR
dc.identifier.citationSILVA, Jonathan Nasper Bento da. Extração líquido-líquido do azul de metileno presente em soluções aquosas utilizando micelas reversas. 2018. 32f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Departamento de Engenharia Química, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7869-
dc.description.abstractThe use of colorants is widespread in industries, for example in the leather, paper, plastic and textile industries. Due to its application in the textile industry, liquid wastes are generated which can contain organic and inorganic compounds, making it difficult to recover and treat their effluents. Disposal of polluted effluents can lead to contamination of soil, groundwater and surface water, and this can have a major impact on the environment and the local population in general. Methylene blue is a heterocyclic aromatic dye, soluble in water and has several applications in the chemical and biological areas. In industry this compound is commonly used in dyeing cotton, wood and silk. This work proposes the study of the possibility and effects of the removal of methylene blue in aqueous solutions by liquid-liquid extraction using reverse micelles of the CTAB surfactant and an organic phase composed of kerosene. The extraction methodology was done by mixing in a funnel separating an aqueous solution containing the methylene blue and kerosene solution containing the CTAB surfactant, followed by stirring and rest to obtain equilibrium. The highest extraction obtained was the removal of 34.62% of the dye in relation to its initial concentration. It was also observed that the organic phase / aqueous phase ratio does not significantly interfere with extraction.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortept_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectCorantespt_BR
dc.subjectazul de metilenopt_BR
dc.subjectremoçãopt_BR
dc.subjectDyespt_BR
dc.subjectmethylene bluept_BR
dc.subjectremovalpt_BR
dc.titleExtração líquido-líquido do azul de metileno presente em soluções aquosas utilizando micelas reversaspt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.contributor.referees1Melo, Raffael Andrade Costa de-
dc.contributor.referees2Falcão Filho, Ronaldo dos Santos-
dc.description.resumoO uso dos corantes é amplo nas indústrias, por exemplo nas indústrias de couros, de papel, de plástico e têxtil. Devido a sua aplicação na indústria têxtil são gerados resíduos líquidos que podem conter compostos orgânicos e inorgânicos, dificultando a recuperação e tratamento de seus efluentes. O descarte de efluentes poluídos podem provocar contaminação do solo, lençóis freáticos e águas superficiais e isso pode gerar grande impacto no meio ambiente e na população local em geral. O azul de metileno é um corante aromático heterocíclico, solúvel em água e possui diversas aplicações nas áreas químicas e biológicas. Na indústria este composto é usado comumente na tintura de algodão, madeira e seda. Este trabalho propõe o estudo da possibilidade e dos efeitos da remoção do azul de metileno em soluções aquosas por extração líquido-líquido utilizando micelas reversas do tensoativo CTAB e uma fase orgânica composta de querosene. A metodologia da extração se deu através da mistura em um funil de separação de uma solução aquosa contendo o azul de metileno e solução de querosene contendo o surfactante CTAB, seguido por agitação e descanso para obtenção do equilíbrio. A maior extração obtida foi a remoção de 34,62% do corante em relação a sua concentração inicial. Também foi observado que a razão fase orgânica/fase aquosa não interfere significativamente na extração.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEngenharia Químicapt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.subject.cnpqEngenharias.pt_BR
Appears in Collections:Engenharia Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ExtraçãoLíquido-Líquido_Silva_2018.pdfMonografia851,97 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons