Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7850
Title: Biossorção do azul de metileno pelo bagaço de caju
Authors: Lima, Maria Thereza Alves de
Keywords: adsorção;azul de metileno;bagaço de caju;dessorção;compostos fenólicos;adsortion;methylene blue;desorption;cashew bagasse;phenolic compounds
Issue Date: 30-Nov-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: LIMA, Maria Thereza Alves de. Biossorção do azul de metileno pelo bagaço de caju. 2018. 40f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Departamento de Engenharia Química, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: A preocupante realidade da poluição ambiental nas cidades brasileiras se faz pela severa agressão ao meio ambiente devido à intensificação das ações humanas, as quais têm ocasionado grandes impactos ambientais, prejudicando a qualidade das águas, dos solos e a saúde humana. As indústrias de tingimento consomem aproximadamente 700 mil toneladas por ano de corantes e pigmentos no mundo, sendo o Brasil responsável por 2,6% dessa demanda e pelo menos 3,64 mil toneladas dos corantes têxteis consumidos no país são descartados em correntes naturais. A adsorção tem sido apontada como uma técnica promissora para a remoção de corantes em efluentes, se sobressaindo pelo ponto de vista operacional e econômico. Nesse contexto, a reutilização de rejeitos agroindustriais como forma de adsorventes alternativos tem mostrado vantagens econômicas às indústrias, além do seu viés sustentável. Relatos do potencial desses materiais como adsorventes na remoção de poluentes já são conhecidos. Neste estudo, bagaço de caju foi escolhido como adsorvente devido à sua abundância na região nordeste e o seu alto índice de desperdício. Nesse sentido, o presente trabalho visa avaliar a eficiência da adsorção do Azul de Metileno em efluente sintético utilizando resíduo de caju, bem como verificar a capacidade antioxidante dos extratos obtidos desta biomassa. Fatores como tempo de incubação, pH, concentração de eletrólitos e capacidade de dessorção foram avaliados no estudo de adsorção do corante. O modelo de Langmuir foi correlacionado com os dados experimentais e, foi possível verificar uma alta adequação dos dados experimentais (r2=0,995). A capacidade máxima adsortiva do bagaço de caju foi de 94,04 mg.g-1 em condições otimizadas (tempo de adsorção 60 min, pH 9,0, 0 M NaCl), enquanto que no estudo de dessorção o melhor eluente foi o HCl (0,01M) com suplementação de acetona (50%). Os resultados obtidos mostram que o resíduo agroindustrial estudado, é promissor na remediação de corantes em efluentes líquidos como material adsorvente. Além disso, foi possível extrair altas concentrações de fenólicos (9,10±0,22 mg ácido gálico/g) com grande atividade antioxidante total ( 24,87±0,46 mg Ac. Ascórbico /g) e atividade de eliminação de radical DPPH (69,38±0,43 µmol Trolox/g), tornando interessante a otimização da etapa de extração.
Abstract: The worrying reality of environmental pollution in Brazilian cities is due to the severe aggression to the environment due to the intensification of human actions, which have caused great environmental impacts, damaging the quality of water, soil and human health. The dyeing industry consumes approximately 700 thousands tons per year of dyes and pigments in the world, with Brazil accounting for 2.6% of this demand and at least 3.64 thousand tons of the textile dyes consumed in the country are disposed in natural effluents. The adsorption has been pointed as a promising technique for the removal of dyes in sollution, which stands out from the operational and economical point of view. In this context, the reuse of agroindustrial waste as a form of alternative adsorbents has shown economic advantages to the industries, besides their sustainable appeal. The potential of these materials as adsorbents in the removal of pollutants have already been reported. In this study, cashew bagasse was chosen as adsorbent because of its abundance in the northeast region and its high rate of waste. In this sense, the present work aims to evaluate the efficiency of the adsorption of the Methylene Blue in synthetic effluent using cashew residue, as well as to verify the antioxidant capacity of extractable phenolic compounds. Factors such as time, pH, electrolytes content, besides desorption method were evaluated. The Langmuir model was correlated with experimental data (t=60 min; pH 9.0; 0.0 M NaCl), while in the desorption study the best eluent was HCl (0.01M) with acetone (50%) supplementation. In which it was possible to verify a high adequacy of the experimental data (r2=0.995). The maximum adsorptive capacity of cashew bagasse was 94.04 mg.g-1 under optimized conditions. The results show that the studied agroindustrial is promising in the remediation of dyes in liquid effluents as adsorbent material. In addition, it was possible to extract high concentrations of phenolics (9.10±0.22 mg Galic acid/g) with high total antioxidant activity (24.87±0.46 mg Ascorbic ac. /g) and DPPH radical removal activity (69.38±0.43 μmol Trolox / g in 5 times diluted samples), making the optimization of extraction stage interesting.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7850
Other Identifiers: 2014085809
Appears in Collections:Engenharia Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BiossorçãodoAzuldemetileno_Lima_2018.pdfMonografia1.08 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons