Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7840
Title: Atividade física e comportamento sedentário em trabalhadores da indústria de alimentos do Rio Grande do Norte
Authors: Santos, Esther Roberta de Carvalho
Keywords: Estilo de vida;Estilo de vida sedentário;Saúde do trabalhador
Issue Date: 7-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SANTOS, Esther Roberta de Carvalho. Atividade física e comportamento sedentário em trabalhadores da indústria de alimentos no Rio Grande do Norte. 2018. 45 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição. Natal, RN, 2018.
Portuguese Abstract: As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) são as principais causas de mortes no mundo e têm gerado elevado número de mortes prematuras e de qualidade de vida (BRASIL, 2011). Nesse cenário, as mudanças no mundo têm contribuído para a diminuição da energia necessária nas tarefas diárias e como consequência para o aumento do sedentarismo e da inatividade física (OWEN et al., 2010). Desta forma, observar a prática de atividade física aliada ao combate ao sedentarismo torna-se uma estratégia para a vigilância da saúde pública em nível populacional, releva-se dessa forma, a importância deste trabalho, cujo objetivo foi avaliar o estilo de vida de trabalhadores da indústria de alimentos e bebidas do Rio Grande do Norte, com ênfase no nível de atividade física e no comportamento sedentário. O estudo foi realizado em quatro (04) indústrias de alimentos e bebidas localizadas na Região Metropolitana de Natal/RN e contou com a amostra de 95 trabalhadores, para tanto foram realizadas coletas de informações utilizando versões adaptadas dos instrumentos IPAQ e do SIT Q questionnaire, a fim de medir o nível de atividade física e de comportamento sedentário, respectivamente. Os resultados apontaram que a amostra era composta por 71,6% homens e 28,4% mulheres, com média de idade entre 30 a 40 anos, sendo em sua maioria casados, com ensino médio completo e renda mensal entre 1 e 2 salários mínimos. Quanto ao nível de atividade física, houve predominância da categoria 2, que consiste no nível de moderado a vigoroso. No que se refere ao comportamento sedentário, a média de tempo empregado em atividades de baixo gasto energético foi de 6,5 horas diárias, sendo ainda mais predominante no público feminino. Os achados sugerem ênfase na necessidade do planejamento de políticas e programas que contemplem a prevenção e promoção da saúde nos seus diversos atores, estando a atividade física e o comportamento sedentário entre os principais.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7840
Other Identifiers: 2015077688
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Atividade física e comportamento sedentário em trabalhadores da indústria_TCC_2018Monografia771,32 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons