Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7789
Title: Frequência e caracterização das alterações microbiológicas benignas do colo do útero em mulheres grávidas
Authors: Viana, Aline Xavier
Keywords: Gravidez;Papanicolaou;Lesões benignas do colo do útero;Microrganismos;Inflamação
Issue Date: 19-Nov-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: VIANA, Aline Xavier. Frequência e caracterização das alterações microbiológicas benignas do colo do útero em mulheres grávidas. 2018. 47 f. Monografia (Graduação em Biomedicina) - Curso de Biomedicina. Centro de Biociências. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Esse trabalho teve como objetivo diferenciar e caracterizar as lesões benignas do colo do útero em mulheres grávidas, bem como identificar os microrganismos mais prevalentes identificados, através do exame de Papanicolaou. Trata-se de uma revisão bibliográfica sistemática, baseado em artigos científicos consultados nas bases de dados SciELO, PubMed e LILACS. Foram incluídos neste estudo qualquer artigo científico, publicado durante o período de 01 de janeiro de 2007 a 31 de dezembro de 2017, que descrevesse, pelo exame de Papanicolaou, as lesões benignas do colo do útero (inflamação) de mulheres grávidas. Após o uso dos critérios de inclusão e exclusão, foram selecionados 4 artigos, sendo dois (50%) publicados na Turquia e dois (50%) nos Estados Unidos, todos publicados em inglês. As lesões benignas relatadas foram inflamação e reparação. Entre os microrganismos identificados, houve uma prevalência maior das bactérias (50%), sendo Lactobacillus spp. e Gardnerella vaginalis as mais prevalentes, com 25% cada. Porém, também foi identificado o Vírus Herpes Simplex (25%), e o fungo Cokeromyces recurvatus (25%) nessas mulheres. A média de idade das pacientes variou entre 21 e 34 anos e nenhuma delas se referiu ao uso de anticoncepcionais e/ou DIU antes da gravidez. Concluiu-se que os estudos sobre as lesões benignas do colo do útero em mulheres grávidas não são numerosos e precisam de maior atenção, não foram realizados nenhum estudo dessa natureza no Brasil, e que também há uma grande importância do Papanicolaou como um exame de triagem para identificação de lesões na região cérvico-vaginal.
Abstract: The aim of this study was to differentiate and characterize pregnant benign lesions of uterine cervix, and its microorganisms identified by Pap technique as well. It is a bibliographic systematic review, about papers published in scientific data base SciELO, PubMed and LILACS. Were included any scientific paper published between January first and December 31th of 2017, that had described pregnant benign lesions of uterine cervix (inflammation) by Pap smear technique. After inclusion and exclusion criteria, were selected four scientific papers, being two (50%) published in Turkey and two (50%) in the United States of America, all of them published in English. The benign lesions related in those papers were inflammation and repair. Bacteria were the most prevalent one between all microoganisms identified (50%), being Lactobacillus spp. and Gardnerella vaginalis those more related, with 25% each one. However, in those woman were also identified the Herpes Simplex Virus (25%), and the fungus Cokeromyces recurvatus (25%). The average age of woman was between 21 and 34 years old and none of them has reported to use contraceptive and/or intra uterine device (IUD) before pregnancy. Was concluded that pregnant benign lesions of uterine cervix studies are not abundant and should have more attention. Were also concluded that none study about this subject were realized in Brazil, and that Pap technique has a great importance as a screening exam to lesions of uterine cervix identification for those woman.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7789
Other Identifiers: 2014094610
Appears in Collections:Biomedicina

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FrequênciaCaracterizacaoAlteraçoes_Viana_2018.pdf1.21 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons