Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7781
Title: Fatores relacionados à pressão exercida pelo assoalho pélvico de mulheres grávidas
Authors: Silva, Vanessa Karoline da
Keywords: Assoalho Pélvico;Gravidez;Saúde da Mulher
Issue Date: 4-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Vanessa Karoline da. Fatores relacionados à pressão exercida pelo assoalho pélvico de mulheres grávidas. 2018. 43f. Artigo científico (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2018.
Abstract: A gravidez desencadeia inúmeras alterações musculoesqueléticas, dentre as quais se destacam aquelas relacionadas aos músculos do assoalho pélvico (MAP). Entretanto, ainda não há um consenso na literatura sobre quais fatores podem interferir na atividade desse grupo muscular. O objetivo desse trabalho foi analisar os fatores relacionados à pressão exercida pelos MAP’s de mulheres grávidas participantes de um grupo para gestantes, na cidade de Natal/RN. Estudo do tipo analítico transversal, com abordagem quantitativa realizado de junho de 2016 a março de 2018 e amostra de 55 gestantes. Para avaliação foram utilizados ficha de avaliação, o PERFECT para avaliação funcional do assoalho pélvico e perineômetro eletrônico (Peritron™) para avaliação objetiva da pressão muscular do assoalho pélvico. Para a caracterização da amostra e descrição da avaliação funcional do assoalho pélvico, foi utilizada a estatística descritiva, através de médias, desvio-padrão e porcentagens. Para analisar a influência das variáveis independentes (idade cronológica, idade gestacional, idade da primeira relação sexual, ganho de peso na gestação, escolaridade e intensidade da dor lombar) sobre a variável dependente (pressão objetiva exercida pelos músculos do assoalho pélvico) foi utilizada a Regressão Linear. Adotou-se um nível de significância de P<0,05. Obtivemos os seguintes resultados a partir do teste de regressão: idade cronológica (R=-0,005; P=0,97); idade gestacional (R=-0,072; P=0,60); idade na primeira relação sexual (R=-0,082; P=0,56); ganho de peso na gestação (R=0,001; P=0,99); escolaridade (R=0,028; P=0,84); intensidade da dor lombar (R=-0,014; P=0,91). Os resultados mostraram que os fatores analisados não influenciam a pressão exercida pelos MAP’s.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7781
Other Identifiers: 2014064827
Appears in Collections:FACISA - Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FatoresRelacionados_Silva_2018.pdf
Restricted Access Until 2020-12-11
O artigo será submetido para publicação em revista científica.
FatoresRelacionados_Silva_2018598.69 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons