Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7711
Title: Análise da concordância entre dois instrumentos de avaliação fonológica
Authors: Marques Assis, Isabella
Keywords: Criança;Distúrbios da Fala;Testes de Linguagem;Patologia da Fala e Linguagem;Estudos de Avaliação como Assunto;Child;Speech Disorders;Speech-Language Pathology;Language Tests;Evaluation Studies as Topic
Issue Date: 23-Nov-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ASSIS, Isabella Marques. Análise da concordância entre dois instrumentos de avaliação fonológica. 2018. 26f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fonoaudiologia. Natal, RN, 2018.
Portuguese Abstract: Introdução: O transtorno fonológico é uma desordem do domínio fonológico da linguagem. Anteriormente à intervenção, é essencial realizar avaliação fonológica para auxiliar no processo clínico. No Brasil, destacam-se: Avaliação Fonológica da Criança e Teste de Linguagem Infantil, instrumentos estes muito diferentes entre si. Objetivo: Avaliar a concordância entre os resultados obtidos a partir de duas avaliações fonológicas quanto aos aspectos: gravidade do transtorno fonológico, ocorrência de produção de erros e de sons ausentes no sistema fonológico dos sujeitos da amostra. Método: Foram analisados os dados de fala de 10 crianças, do sexo masculino, entre 4:5 a 7:2 anos de idade, com transtorno fonológico. Os dados foram coletados empregando a Avaliação Fonológica da Criança e o Teste de Linguagem Infantil - Parte fonologia. Resultados: Os aspectos testados em ambos os protocolos demostraram haver concordância entre si. Quanto à classificação da gravidade, houve concordância entre os testes em quatro casos, ainda, o Teste de Linguagem Infantil - Parte fonologia caracterizou a maioria dos sujeitos com desvio leve-moderado e a Avaliação Fonológica da Criança apresentou mais diversidade nesse aspecto. Bem como concordaram quanto ao número de sons ausentes no sistema fonológico de quatro sujeitos. A análise qualitativa dos sons ausentes revelou achados similares encontrados na literatura. Sobre a produção de erros, os testes revelaram diferença numérica em pelo menos dois casos, que ainda tiveram classificação da gravidade do transtorno não concordantes. Conclusão: Existe uma correlação entre os protocolos nos aspectos testados. Entretanto, existe a possibilidade de ocorrência de resultados distintos conforme a avaliação fonológica utilizada. Sugere-se novos estudos com amostras maiores para melhor compreender a relação existente entre ambos os instrumentos.
Abstract: Introduction: Phonological disorder is a deficit in the phonological domain of language. Prior to the intervention, it is essential to perform phonological evaluation to aid in the clinical process. In Brazil, the Phonological Assessment of the Child and the Children's Language Test stand out, these instruments are very different from each other. Objective: To evaluate the concordance between the results obtained from two phonological evaluations regarding: severity of phonological disorder, occurrence of errors and absent sounds in the phonological system of the sample subjects. Method: We analyzed the speech data of 10 male children between 4: 5 and 7: 2 years of age with phonological disorder. Data were collected using Phonological Assessment of the Child and Children's Language Test. Results: The aspects tested in both protocols showed a agreement between them. Regarding the classification of severity, there was concordance between the tests in four cases, yet the Children's Language Test characterized the majority with mild-moderate deviation and the Phonological Assessment of the Child presented more diversity in this aspect. They also agreed on the number of sounds absent in the phonological system of four subjects. The qualitative analysis of the absent sounds rstevealed similar findings seen in the literature. Regarding the production of errors, the tests revealed numerical difference in at least two cases, which still had non-concordant phonological disorder severity. Conclusion: There is a correlation between the protocols in the tested aspects. However, there is the possibility of different results occurring according to the phonological evaluation used. Further studies with larger samples are suggested to better understand the relationship between both instruments.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7711
Other Identifiers: 2014059371
Appears in Collections:Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Análise da concordância entre dois instrumentos de avaliação fonológica_TCC_2018
Restricted Access Until 2020-01-01
Este trabalho será submetido para publicação de uma revista científica.
Texto Completo1,04 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.