Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7486
Title: Para onde vão os pacientes? A precariedade da rede de assistência psiquiátrica e a defesa dos direitos das pessoas em sofrimento psíquico
Authors: Pereira, Kívia de Farias
Keywords: Sofrimento psíquico;Rede de atenção psicossocial;Desinstitucionalização;Interdisciplinaridade
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: PEREIRA, Kívia de Farias. Para onde vão os pacientes? A precariedade da rede de assistência psiquiátrica e a defesa dos direitos das pessoas em sofrimento psíquico. 2015. 68f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social) – Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: Os serviços que compõe a rede de atendimento psicossocial no Sistema Único de Saúde (SUS) sofrem diariamente com os rebatimentos da conjuntura de desmonte dos direitos sociais, oriunda do Projeto de Contra-Reforma Neoliberal. As pessoas em sofrimento psíquico estão passando por uma verdadeira desassistência nos serviços, e, como consequência, observamos a violação dos seus direitos. Desse modo, o presente trabalho tem como objetivo geral analisar a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) no Brasil, com ênfase na cidade do Natal, capital do Rio Grande do Norte, demonstrando o quão importante foi o Movimento da Reforma Psiquiátrica na luta por formas de cuidado além-muros. Como objetivos específicos, se propõe a analisar os principais limites e desafios que a RAPS enfrenta para se materializar de forma bem articulada e perto das famílias, conforme estabelece o SUS, elencando-se as diversas dificuldades dos usuários ao buscar atendimento nessa rede de serviços, além da importância do trabalho em equipe interdisciplinar, não só para o bom funcionamento da rede, mas também para auxiliar no processo de desinstitucionalização. Como metodologia foi adotada a revisão de literatura da área e a experiência de estágio no Hospital Dr. João Machado, localizado em Natal.Os resultados alcançados alertam para a importância de fortalecer a Atenção Básica no SUS, pois só assim será possível romper com a segregação e o isolamento.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7486
Other Identifiers: 2011044295
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Para onde_Pereira_2015.pdfMonografia em serviço social564.56 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.