Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7482
Title: Relações e convivências: família e irmãos no desenvolvimento das pessoas com deficiência
Authors: Medeiros, Ludmilla Oliveira de
Keywords: Estado;Famílias;Pessoas com deficiência;Relações familiares
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MEDEIROS, Ludmilla Oliveira de. Relações e convivências: família e irmãos no desenvolvimento das pessoas com deficiência. 2015. 89f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: Este trabalho monográfico trata da relação pessoa com deficiência e contexto familiar, recortando a análise para a apreensão de como se estabelecem os vínculos familiares destas, traçando os desafios encontrados na construção dessas relações, na perspectiva de construir a (re) significação do convívio entre os irmãos com e sem deficiência. Busca identificar e problematizar os desafios que perpassam essas relações e em que medida são reproduzidos, bem como compreender como o convívio entre os irmãos no contexto familiar se constitui, configurando as implicações positivas e negativas para ambos. Este estudo é resultado da aproximação vivida, através do estágio curricular obrigatório, junto as famílias de pessoas com deficiência, que frequentam a instituição APABB. Para seu desenvolvimento foram utilizados os princípios metodológicos da pesquisa quantiqualitativa, caracterizando a pesquisa como bibliográfica e de campo, num caráter exploratório. Para atingir os objetivos propostos foi realizada uma amostra com onze famílias que frequentam a instituição, utilizando o método de entrevista aberta e estruturada. Para tanto a análise e a compreensão da estrutura familiar desse segmento social possibilitou uma visão mais ampliada de como se configuram essas famílias, seus sentimentos, anseios, como também nos trouxe uma compreensão do quão possível e positiva são as relações das pessoas com deficiência com seus familiares e particularmente os irmãos sem deficiência. Sinteticamente, os resultados obtidos revelam que ter uma pessoa com deficiência na família requer dela uma mudança na sua estrutura, visto que elas enfrentam cotidianamente muitos desafios em suas relações, desde o primeiro momento quando recebem a notícia da deficiência, até o período de convivência com ela, muitos sentimentos como a dúvida, a incerteza, as culpas surgem nessa família, assim como uma maior atenção ao filho com deficiência. A relação com os irmãos se mostrou surpreendentemente afetuosa e positiva para ambos. A partir desses elementos, mesmo com os desafios estabelecidos percebe -se um fortalecimento dos laços familiares que foi se consolidando a cada dia e acreditamos que a deficiência apesar de ser uma condição exigente possibilite essa realidade.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7482
Other Identifiers: 2011081172
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Relações e convivência_Medeiros_2015.pdfMonografia em Serviço Social960.69 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.