Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7442
Title: A espera da reza: discursos higienistas, construção do cemitério e a percepção da morte no Povoado Conceição do Azevedo (1916-1926)
Other Titles: The waiting for the prayer: hygienist speeches, construction of the cemetery and the perception of death in Povoado Conceição do Azevedo (1916-1926)
La espera de la reza: discursos higienistas, construcción del cementerio y la percepción de la muerte en el Povoado Conceição do Azevedo (1916-1926)
Authors: Azevedo, Luana Barros de
Keywords: Sertão;Modernidade;Cemitério;Povoado Conceição do Azevedo;Jardim do Seridó
Issue Date: 17-Aug-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: AZEVEDO, Luana Barros de. A espera da reza: discursos higienistas, construção do cemitério e a percepção da morte no Povoado Conceição do Azevedo (1916-1926). 2018. 64 f. Monografia (Especialização) - Curso de História, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Caicó, 2018. Cap. 3.
Portuguese Abstract: O presente trabalho teve como intuito analisar os modos culturais e sociais das formas de morte e morrer no Povoado Conceição do Azevedo de 1916 a 1926. O período tratado abarcou discursos que vão da percepção do surto de cólera no Rio Grande do Norte, através das falas dos presidentes de província, até o termino do segundo Livro de Óbito da Paróquia (1916-1926). Buscou-se entender como era construída a ideia de sertão no século XIX e XX, através da memória de viajantes, assim como produções literárias, tendo em vista as transformações da modernização. Em conjunto, dialogar a respeito dos discursos higienistas e como se deu a construção do cemitério público enquanto um dos reflexos desses discursos, sobretudo da modernidade. Partindo desse pressuposto, foi feita análise do espaço interno do Cemitério Público de Jardim do Seridó, atualmente, para que houvesse comparação da cultura material enquanto resquícios de uma cultura que ainda visa uma preparação para a morte.
Abstract: The present work aimed to understand the cultural and social ways of death and dying in Conceição do Azevedo 1916-1926. The period covered included speeches ranging from the perception of the cholera outbreak in Rio Grande do Norte, through the statements of the Provincial Presidents, until the end of the second parish death book (1916-1926). Therefore, it was necessary to analyze how the idea of sertão was built in the 19th and 20th centuries, through the memory of some travelers, as well as literary productions, considering the transformations of modernization. The objective was to create a dialogue about the hygiene discourses and how the construction of the public cemetery was given as one of the reflexes of these discourses, especially of modernity. Based on this assumption, an analysis was made of the internal space of the Jardim do Seridó Public Cemetery, nowadays, so that there could be a comparison of the material culture as remnants of a culture that is still aimed at preparing for death.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7442
Other Identifiers: 20172007833
Appears in Collections:CERES - Especialização em História dos Sertões

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EsperaDaReza_Luana_Barros_de_Azevedo.pdf936.03 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.