Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7359
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorElali, Michele Nóbrega-
dc.contributor.authorLopes, Matheus Rabello Fernandes-
dc.date.accessioned2018-09-21T22:39:06Z-
dc.date.available2018-09-21T22:39:06Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier2013082750pr_BR
dc.identifier.citationLOPES, Matheus Rabello Fernandes. Remédios antitruste em atos de concentração no setor de telecomunicações e seus efeitos. 2018. 64f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito), Departamento de Direito, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7359-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectAtos de concentraçãopr_BR
dc.subjectRemédios antitrustepr_BR
dc.subjectEfeitos pró-concorrenciaispr_BR
dc.subjectMercado de telecomunicaçõespr_BR
dc.titleRemédios antitruste em atos de concentração no setor de telecomunicações e seus efeitospr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.referees1Elali, Michele Nobrega-
dc.contributor.referees2Silveira Neto, Otacilio dos Santos-
dc.description.resumoO presente trabalho investiga as concentrações de empresas no mercado de telecomunicações e os efeitos benéficos da utilização de remédios antitruste perante as peculiaridades do setor, em especial a grande concentração natural de mercado que é observada entre suas operadoras. Partindo da premissa que em regra a aprovação com restrições de atos de concentração muitas vezes gera mais benefícios ao mercado, à ordem econômica e à competição do que a simples aprovação ou reprovação integral da operação, utiliza-se de um caminho investigativo eminentemente qualitativo, orientado por revisão bibliográfica e pela análise de julgados do CADE, para verificar a hipótese central do estudo, qual seja, a ideia de que a adoção de remédios antitruste em atos de concentração no setor de telecomunicações produz efeitos benéficos para a manutenção e o desenvolvimento da concorrência. Estudando em específico os remédios formulados nos casos Telefónica/GVT e Oi/Brasil Telecom, chegou-se à conclusão de que de o emprego de remédios no setor pode servir como instrumento de otimização da concorrência, garantindo, nesses casos analisados, a proteção dos consumidores e dos concorrentes quanto aos abusos perpetrados pelos grandes agentes econômicos, além de diminuir a disparidade de informações entre a autoridade antitruste e os atores privados.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentDireitopr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.contributor.referees3Ferreira, Carlos Wagner Dias-
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Remédios antetruste_Lopes_2018.pdf1.24 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.