Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7353
Title: Avaliação da composição corporal de bailarinas por meio da bioimpedância elétrica: uma visão comparativa com desportistas e sedentárias
Authors: Campos, Ana Carolina Costa
Keywords: Composição corporal; Bioimpedância Elétrica; Dança; Equações preditivas.;Body composition; Electrical Bioimpedance; Dance; Predictive equations.
Issue Date: 10-Sep-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CAMPOS, Ana Carolina Costa. Avaliação da composição corporal de bailarinas por meio da bioimpedância elétrica: uma visão comparativa entre desportistas e sedentárias. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Curso de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O ballet clássico é um tipo de esporte que requer características corporais específicas como uma figura magra, com baixo percentual de gordura e peso corporal. Dessa forma, avaliar a composição corporal demonstra grande importância para manter a gordura corporal em níveis saudáveis e compatíveis com a dança. Este estudo teve como objetivo avaliar a composição corporal de praticantes de ballet clássico por meio da Bioimpedância Elétrica (BIA), bem como comparar os seus resultados com desportistas e sedentárias. Foi realizado um estudo do tipo transversal, com coleta de dados entre junho de 2016 a maio de 2018 na cidade de Natal-RN. A amostra foi de 37 bailarinas. A composição corporal foi avaliada por aparelho de BIA tetrapolar. Foram selecionadas dez equações preditivas de BIA para avaliar a massa livre de gordura (MLG) entre os grupos e compará-las entre si. Utilizou-se o teste de ANOVA seguido pelo pós-teste de Tukey para realizar uma comparação entre as médias de MLG dos três grupos estudados e posterior comparação dos resultados entre as diferentes equações preditivas de MLG. A maioria das bailarinas apresentou IMC dentro da faixa de eutrofia, bem como os outros grupos. Ao comparar a %MLG das bailarinas com desportistas e sedentárias, foi possível observar que as bailarinas apresentaram maior %MLG (72,87%) quando comparado ao grupo das desportistas (69,86%) e sedentárias (60,38%). Em relação às equações preditivas de BIA para MLG que apresentaram semelhança entre si nos três grupos avaliados foram as eq. 1 (RJL systems – fabricante), eq. 3 (Segal et al., 1988), eq.7 (Houtkooper et al.,1992) e eq. 9 (Sun et al., 2003). Observa-se, portanto, o impacto positivo que o ballet clássico proporciona aos seus praticantes, promovendo maior MLG e menor MG. Quanto aos resultados obtidos pelas equações preditivas de BIA, não se descarta a realização de uma validação prévia com um método de referência, a fim de eleger a melhor equação para essa população.
Abstract: Classic ballet is a type of sport that requires specific body characteristics like a lean figure, with low fat percentage and body weight. Thus, assessing body composition demonstrates great importance for maintaining body fat at healthy levels and compatible with dance. This study aimed to evaluate the body composition of classical ballet practitioners through the Electric Bioimpedance (BIA), as well as to compare their results with athletes and sedentary. A cross-sectional study was conducted, with data collection between June 2016 and May 2018 in the city of Natal-RN. The sample consisted of 37 dancers. The body composition was evaluated by a tetramer BIA apparatus. Ten predictive equations of BIA were selected to evaluate the fat-free mass (MLF) between the groups and compare them to each other. The ANOVA test was used followed by the Tukey post-test to compare the MLG averages of the three groups studied and then compare the results between the different predictive equations of MLG. Most of the dancers presented BMI within the eutrophic range, as well as the other groups. When comparing the% MLG of the dancers with sportsmen and sedentary women, it was possible to observe that the dancers had a higher% MLG (72.87%) when compared to the sportsmen group (69.86%) and sedentary (60.38%). In relation to the predictive equations of BIA for MLG that showed similarity among themselves in the three groups evaluated were eq. 1 (RJL systems - manufacturer), eq. 3 (Segal et al., 1988), eq. 7 (Houtkooper et al., 1992) and eq. 9 (Sun et al., 2003). Therefore, it is observed the positive impact that the classic ballet provides the health of its practitioners, promoting greater MLG and lower MG. As for the results obtained by the predictive equations of BIA, it is not ruled out that a previous validation was done with a reference method in order to choose the best equation for this population.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7353
Other Identifiers: 2016080187
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliaçãocomposiçãocorporal_2018_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo1.53 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.