Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7292
Title: O ativismo de organizações de mulheres negras em Natal/RN: resistência contra as desigualdades de raça, gênero e classe
Authors: Silva, Brenda Beatriz
Keywords: Mulheres negras;Raça;Gênero;Classe social;Violência contra as mulheres;Movimento de mulheres negras
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Brenda Beatriz. O ativismo de organizações de mulheres negras em Natal/RN: resistência contra as desigualdades de raça, gênero e classe. 2018. 85f. Trabalho de Conclusão de Curso (Monografia), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Historicamente, a violência contra as mulheres negras tem sido uma realidade na sociedade brasileira, onde essas são transpassadas pela via da tripla opressão: a de raça, gênero e a de classe social que, por sua vez, vai implicar na forma como essas se veem e se constroem enquanto coletivo. O movimento de mulheres negras, no decorrer da história, sempre esteve engajado na busca pelo enfrentamento das desigualdades provocadas por tais categorias, sempre dando ênfase às suas demandas específicas que tanto o movimento negro quanto o movimento feminista de modo geral não levaram como pertinentes. Diante disso, mesmo após toda esta batalha no enfrentamento de tais questões, o que se percebe é que ainda se faz necessário lutar, haja vista que na sociedade contemporânea há um aprofundamento das desigualdades sociais. Desse modo, o trabalho ora apresentado busca analisar como o ativismo de organizações de mulheres negras em Natal/RN – especificamente o “Coletivo As Carolinas” e o “Coletivo Negras de Periferia” - empreende ações de resistência coletiva no confronto das desigualdades de raça, gênero e classe. O estudo de cunho qualitativo orienta-se pelo materialismo histórico dialético, utilizando-se de fontes bibliográficas e documentais relacionadas à violência contra mulheres negras, ao racismo, ao patriarcado e à condição de classe social, busca observar e influir reflexão sobre como os movimentos de mulheres negras vêm empreendendo ações contra tais problemáticas. Essas mulheres utilizam-se das redes sociais como instrumento político de afirmação e resistência no confronto das desigualdades sociais de gênero, raça e classe como, também, fortalecem-se na criação de espaços de diálogo.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7292
Other Identifiers: 2014091280
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O ativismo das organizações_Silva_2018.pdfMonografia992.99 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.