Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7280
Title: Psicomotricidade relacional e membro fantasma: contribuições terapêuticas em mulheres mastectomizadas
Other Titles: Relational psychomotricity and phantom member: therapeutic contributions in mastectomized women
Authors: Silva, Fabyo Anderson Bernardo
Keywords: Psicomotricidade relacional;Membro fantasma;Imagem corporal
Issue Date: 10-Aug-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Fabyo Anderson Bernardo. Psicomotricidade relacional e membro fantasma: contribuições terapêuticas em mulheres mastectomizadas. 2018. 21f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Psicomotricidade Clínica e Escolar) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Natal, RN, 2018.
Portuguese Abstract: A incidência de alterações psicológicas em mulheres com esse diagnóstico, quais sejam: depressão, ansiedade, temor da solidão, da morte e dos efeitos adversos do tratamento, além de sentimento de impotência e fracasso. É elencada como práxis profissional a formação de grupos terapêuticos em hospitais especializados em amputação, que abordem não apenas a mutilação física, mas também a simbólica e convoque os pacientes a descrever, por meio das linguagens verbal e não verbal o ser em falta, o eu corporal percebido muitas vezes como deficitário. Pretende-se compreender através da psicomotricidade relacional como estabelecer uma proposta terapêutica de simbolização do membro amputado, mais especificamente a mama, que denota um marco da feminilidade da mulher e os sentimentos que emergem em pacientes que se submetem à mastectomia, em consequência de acometimento por neoplasia maligna. Partimos da psicomotricidade relacional como ferramenta terapêutica para perscrutar os modos possíveis de simbolização do membro amputado, mais especificamente a mama, que denota um marco da feminilidade da mulher. Estima-se com esse projeto potencializar capacidade criativa de cada paciente, a disponibilidade corporal para as sessões psicomotoras e a utilização de recursos lúdicos como contribuições terapêuticas salutares para uma (re)significação da história de vida de cada paciente contemplado por esse saber que tem sua construção no corpo enquanto vivacidade metafisica.
Abstract: The intention was to know the feelings that emerge in women who undergo the surgical procedure of removal of the breast, as a consequence of involvement by malignant neoplasia. We start from relational psychomotricity as a therapeutic tool to examine the possible modes of symbolization of the amputated limb, more specifically the breast, which denotes a milestone in woman's femininity. In the literature consulted, the incidence of psychological changes in women with this diagnosis was observed: depression, anxiety, fear of loneliness, death and the adverse effects of treatment, as well as feelings of impotence and failure. The formation of therapeutic groups in hospitals specialized in amputation, which address not only physical but also symbolic mutilation, is called as a professional praxis, and calls the patients to describe, through verbal and non-verbal languages, the lack of self perceived as a deficit. This shows the creative capacity of each patient, the corporal availability for the psychomotor sessions and the use of playful resources as salutary therapeutic contributions to a (re) significance of the life history of each patient contemplated by that knowledge that has its construction in the body as metaphysical vivacity.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7280
Other Identifiers: 20172000814
Appears in Collections:Especialização em Psicomotricidade Clínica e Escolar

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Psicomotricidade relacional e membro fantasma_2018_Projeto de PesquisaTexto Completo249,15 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.