Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7265
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRosa Neto, Francisco-
dc.contributor.authorBenjamim, Eloyse Emmanuelle Rocha Braz-
dc.date.accessioned2018-09-11T14:03:06Z-
dc.date.available2018-09-11T14:03:06Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier20172000940pr_BR
dc.identifier.citationBENJAMIM, Eloyse Emmanuelle Rocha Braz. Efeitos de um programa de psicomotricidade relacional em crianças com transtorno do espectro autista nos diferentes graus do espectro: um ensaio clínico randomizado. 2018. 14f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Psicomotricidade Clínica e Escolar) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Natal, RN, 2018.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7265-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectTranstorno do espectro autistapr_BR
dc.subjectAtividade motorapr_BR
dc.subjectPsicomotricidade relacionalpr_BR
dc.subjectComportamento socialpr_BR
dc.subjectDesenvolvimento infantilpr_BR
dc.titleEfeitos de um programa de psicomotricidade relacional em crianças com transtorno do espectro autista nos diferentes graus do espectro: um ensaio clínico randomizadopr_BR
dc.title.alternativeEffects of a relational psychomotricity program on children with autistic spectrum disorders in the different spectrum degrees: a randomized clinical trialpr_BR
dc.typepostGraduateThesispr_BR
dc.contributor.referees1Rosa Neto, Francisco-
dc.contributor.referees2Coquerel, Patrick Ramon Stafin-
dc.description.resumoO transtorno do espectro autista (TEA) é uma desordem do neurodesenvolvimento que compromete, entre outros aspectos, a socialização e a comunicação, e em muitos casos, promove déficit intelectual, sendo tal fato provocador de atraso no desenvolvimento pessoal. Deste modo, usamos a abordagem relacional da psicomotricidade, que é uma ferramenta que pode para melhorar os aspectos comportamentais, dos quais exigem mais atenção no tratamento de crianças com transtorno do espectro autista. O objetivo deste estudo é analisar os efeitos de um programa de psicomotricidade relacional em crianças e jovens com transtorno do espectro autista nos diferentes graus do espectro. Tratará de uma pesquisa quantitativa sendo apresentado como ensaio clínico randomizado. A amostra será formada por crianças de 6 a 8 anos de idade, de ambos os sexos, com transtorno do espectro autista usuários dos serviços de saúde do Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil de Natal/RN. Os sujeitos participarão de um programa de 16 semanas sendo 2 (duas) vezes por semana, 1 hora por sessão. Serão utilizadas 2 (duas) escalas relativas a situação sintomática comportamental: ATEC (Autism Treatment Evaluation Checklist) e Escala ABC (Escala de Comportamento Atípico) que aplicamos antes e depois das 14 (quatorze) sessões de psicomotricidade relacional. Todas as intervenções serão filmadas, fotografadas, analisadas e descritas.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentEspecialização em Psicomotricidade Clínica e Escolarpr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICApr_BR
Appears in Collections:Especialização em Psicomotricidade Clínica e Escolar



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons