Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7195
Title: Prevalência de bruxismo e aspectos relacionados em crianças assistidas em uma universidade pública
Authors: Brito, Ricena Aritana Pereira de
Keywords: Bruxismo;Criança;Prevalência
Issue Date: 22-Nov-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BRITO, Ricena Aritana Pereira de. Prevalência de bruxismo e aspectos relacionados em crianças assistidas em uma universidade pública. 2017. Monografia (Graduação) - Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: Introdução: O bruxismo é um hábito parafuncional e de etiologia multifatorial, caracterizado pelo apertar e ranger de dentes. Objetivo: Avaliar a prevalência de bruxismo e aspectos relacionados nas crianças atendidas no Departamento de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Metodologia: Estudo transversal e quantitativo, em que se considerou uma amostra de conveniência de 230 crianças na faixa etária entre 5-11 anos. Após o cumprimento das questões éticas, foi aplicado, pelos pesquisadores, um questionário aos pais/responsáveis das crianças que procuraram o serviço de odontopediatria da UFRN no período de fevereiro de 2016 a agosto de 2017. O questionário foi um instrumento já validado para o diagnóstico de bruxismo e fatores associados composto por 10 questões acerca dos dados das crianças e dos pais, hábitos da criança, história médica, qualidade do sono e aspectos comportamentais. Os dados coletados foram inseridos no programa SPSS, tabulados, apresentados de forma descritiva e tratados estatisticamente pelo teste do Qui-Quadrado, para confiança de 95%. Resultados: 112 crianças(48,7%) eram do gênero feminino e 118(51,3%) do gênero masculino. A prevalência de bruxismo foi de 43,9%, sendo maior em crianças de 5-8 anos (p=0,022). Desses, 57(24,8%) rangem os dentes, 23(10,0%) têm apertamento diurno e 21(9,1%) apresentam ambos os hábitos. Quanto à qualidade do sono, 185(80,4%) dormem bem à noite e num ambiente tranquilo, sem nenhuma fonte de luz ou som ligadas. A respeito da história médica, 193(83,9%) não relataram uso de medicação contínua. Conclusão: Foi detectada uma alta prevalência de bruxismo (43,9%) na população estudada, principalmente na faixa etária entre 5-8 anos (p=0,022). A respeito dos demais aspectos relacionados ao bruxismo, não se encontrou relevância estatística. Portanto, é preciso que novas investigações sejam realizadas, para se padronizar critérios e métodos de diagnóstico do bruxismo na infância, bem como delinear associações mais evidentes entre os fatores etiológicos.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7195
Other Identifiers: 2013084164
Appears in Collections:Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[2017.2] Prevalência de bruxismo e aspectos relacionados em crianças assistidas em uma universidade pública..pdfTrabalho de conclusão de curso - odontologia 2017.2873.66 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.