Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7118
Title: “Um passo para o homem, um salto para a Marinha”: a Companhia de Aprendizes Marinheiros do Rio Grande do Norte (1872-1890)
Authors: Francisco, Laelson Vicente
Keywords: Companhia de Aprendizes Marinheiros;Disciplinarização de corpos;Normatização infantil
Issue Date: 19-Jun-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FRANCISCO, Laelson Vicente. “Um passo para o homem, um salto para a Marinha”: a Companhia de Aprendizes Marinheiros do Rio Grande do Norte. 2018. 66 f. Monografia - Curso de Pedagogia, Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Este trabalho tem como objetivo analisar a formação e os primeiros anos de atuação da Companhia de Aprendizes Marinheiros, que funcionou na Província do Rio Grande do Norte, com sede na cidade do Natal, na segunda metade do século XIX. Delimitamos para esta pesquisa o intervalo de tempo compreendido entre os anos de 1872 a 1890. Apresentamos aqui parte do resultado da pesquisa de iniciação científica intitulada ‘“Marchando com muito garbo e correcção’: a disciplinarização de corpos na Escola de Aprendizes Marinheiro do Rio Grande do Norte”, sob a orientação do Prof. Dr. Azemar dos Santos Soares Júnior. Essa instituição foi criada por decreto número 5181, de 16 de dezembro de 1872, tendo a sua abertura oficial no dia 12 de agosto de 1873. Sua função esteve atrelada à formação do corpo nacional para a Marinha de Guerra brasileira, disciplinando os corpos ali aquartelados, tornando-os obedientes e aptos para a vida militar como marujos. A Companhia objetivava recrutar menores entre 12 e 17 anos de idade. Após a primeira formatura ou ao desenvolvimento físico tido como ideal pela Marinha brasileira, os menores eram encaminhados à Corte para assentarem praça nas Companhias de Imperiais Marinheiros. Para realização das análises, usamos os pressupostos teóricos sobre a disciplina, de Michel Foucault (2009), dentre outros autores que também trabalham a temática das Companhias de Aprendizes Marinheiros. Como metodologia, problematizamos as informações contidas nos Relatórios de Presidente de Província do Rio Grande do Norte, dos Relatórios do Ministério da Marinha, das informações contidas no jornal A República e nas Leis do Império Brasileiro. Concluímos então que a referida Companhia pleiteou normatizar os corpos infantis preparando-os para o trabalho profissional/militar na Marinha do Brasil.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7118
Other Identifiers: 2014069627
Appears in Collections:Pedagogia (Presencial)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PassoHomemSalto_Monografia_2018.pdfMonografia - TCC: Laelson Vicente782.22 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons