Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7105
Title: Avaliação ecotoxicológica aquática de amostras provenientes de três estuários do Rio Grande do Norte/Brasil
Authors: Grilo, Priscilla Cavalcante da Silva
Keywords: Mysidopsis juniae;Mysidopsis juniae;Maturação;Maturation;Testes ecotoxicológicos;Ecotoxicological tests
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: GRILO, Priscilla Cavalcante da Silva. Avaliação ecotoxicológica aquática de amostras provenientes de três estuários do Rio Grande do Norte/Brasil . 2018. 37 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ecologia)- -Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Ao longo do tempo, poluentes têm sido lançados no meio aquático onde são dispersos por meio das correntes por longa distância, num intervalo de tempo relativamente curto. Pelo fato de muitos dos componentes presentes apresentarem sinergismo, podem causar impactos ambientais com prejuízo para a biodiversidade. No Brasil, poucas são as medidas tomadas para a prevenção da contaminação hídrica de áreas estuarinas e estas águas requerem na maioria das situações um monitoramento contínuo incluindo análises químicas e ecotoxicológicas. O presente trabalho tem como objetivo avaliar a toxicidade de amostras de água de três estuários norteriograndenses: rio dos Cavalos (P1), rio Camurupim (P2) e rio das Conchas (P3), através de análises químicas e ecotoxicológicas obtidas no período entre 2014 e 2015. Para isso, foram realizados testes de toxicidade crônica utilizando organismos com 7 dias de duração do microcrustáceo Misidopsys juniae, utilizado como organismo teste. Nos resultados observou-se que a concentração da maioria dos metais encontra-se abaixo do limite de detecção, exceto para o rio dos Cavalos. Nos resultados observou-se que a concentração da maioria dos metais encontra-se abaixo do limite de detecção, exceto para o rio dos Cavalos. Com relação a sobrevivência foi observado que em P1 houve toxicidade em todas as campanhas e em P3 apenas na Campanha 2. Com relação a maturação (Fecundidade),foi observado toxicidade crônica em P1 na Campanha 4 e em P2 e P3 na Campanha 1.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7105
Other Identifiers: 2010088956
Appears in Collections:Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AvaliaçaoEcotoxicologica_Grilo_2018.pdfMonografia664.91 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.