Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7103
Title: Cultivo de camarões em sistema de bioflocos: composição elementar (C, N e P) e influência das variáveis ambientais sobre as razões estequiométricas (C:N:P) do seston e bactérias livres
Authors: Pimentel, Otávio Augusto Lacerda Ferreira
Keywords: Estequiometria ecológica;Carcinicultura;Impacto ambiental;Ecological stoichiometry;Shrimp farming;Environmental impact
Issue Date: 3-Jul-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: PIMENTEL, Otávio Augusto Lacerda Ferreira. Cultivo de camarões em sistema de bioflocos: composição elementar (C, N e P) e influência das variáveis ambientais sobre as razões estequiométricas (C:N:P) do seston e bactérias livres. 2018. 44 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Aquicultura)- Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: A aquicultura é uma atividade com contribuição promissora para a produção de proteína animal. Contudo, pode acarretar grandes impactos ambientais como a produção de resíduos com alta quantidade de matéria orgânica. Portanto, faz-se necessário o uso de técnicas que empreguem menor carga de nutrientes nos efluentes e menor uso de água. Uma das alternativas desenvolvidas nesse sentido é a tecnologia de bioflocos (BFT), que promove a alta densidade de microrganismos, os quais servem de alimento aos camarões (bioflocos) e controlam a qualidade da água pela assimilação de compostos, principalmente nitrogenados e fosfatados (bioflocos e bactérias livres). Dessa forma, a interação entre a assimilação e estocagem de nutrientes (e.g. N e P) na biomassa bacteriana é de extrema relevância para a eficiência dos bioflocos. No entanto, pouco se sabe sobre a composição elementar estequiométrica dos bioflocos e bactérias livres e, principalmente, sobre quais fatores afetam esta composição. O objetivo desse trabalho foi testar a existência de diferenças entre a composição elementar do seston (bioflocos) e bactérias livres e ainda determinar quais fatores ambientais são responsáveis pela variação das suas razões estequiométricas (razões C:N:P) em sistemas de cultivo de camarão marinho que utilizam a tecnologia de bioflocos. Foram realizadas coletas em 6 fazendas de produção de camarão marinho e analisadas as composições elementares de C, N e P, suas razões estequiométricas no seston e em bactérias livres e variáveis físicas e químicas de qualidade de água. Os resultados indicaram que a composição elementar absoluta de C e P foi maior na fração seston. As razões C:N, por sua vez, foram menores nas bactérias livres enquanto que as razões N:P foram menores no seston. Essas diferenças provavelmente se deram em função de diferenças na composição biótica das duas frações e a capacidade da fração seston incorporar mais nutrientes do que as bactérias livres. A temperatura e a quantidade de sólidos suspensos totais (SST) apresentaram relação significativa negativa com as razões C:P e N:P dos flocos, indicando enriquecimento em fósforo. A resposta da temperatura e SST sobre as razões C:P e N:P está relacionada ao metabolismo dos organismos e à taxa de crescimento dos componentes do seston, particularmente bactérias aderidas, e consequentemente a incorporação de P na sua biomassa. Outras variáveis ambientais, tais como transparência, oxigênio dissolvido, pH e clorofila a foram identificadas como covariáveis da temperatura e SST. Concluímos que a composição elementar da fração seston é mais rica em C e P e ainda que sistemas com maior temperatura e maior quantidade de SST possuem maior capacidade de absorção e imobilização destes elementos no seston, evidenciando um maior potencial para a eliminação destes elementos através da remoção dos bioflocos e reaproveitamento da água.
Abstract: Aquaculture has a promising contribution to the animal protein production. However, it can result in major environmental impacts such as wastes disposal with high organic matter content. Therefore, it is required to use techniques with lower effluent nutrient loading and reduced use of water. One of the alternatives developed in this way is biofloc technology (BFT), which promotes a high density of microorganisms, providing feed for shrimp (bioflocs) and water quality control through the assimilation of nitrogenous and phosphorus compounds (biofloc and free-living bacteria). Thus, the interaction between the assimilation and storage of nutrients (N and P) in the bacterial biomass is of extreme relevance for bioflocs efficiency. However, little is known about the stoichiometric elemental composition of the bioflocs and free-living bacteria and especially about which factors affect their composition. The aim of this study was to test for differences between elemental composition of seston (bioflocs) and free-living bacteria and to determine which environmental factors are responsible for the variation of their stoichiometric ratios (C:N:P) in shrimp culture systems using BFT. Samples were taken from 6 marine shrimp farms and the elemental composition of C, N and P and their stoichiometric ratios in seston and free-living bacteria were analyzed, as well as physical and chemical water quality parameters. The results indicated that the absolute elemental composition of C and P were higher in the seston. The C:N ratios, in turn, were lower in the free-living bacteria whereas the N: P ratios were lower in the seston. These differences were probably due to differences in the biotic composition of the two fractions and the ability of the seston to incorporate more nutrients than the free-living bacteria. The C:P and N:P ratios of the biofloc were reduced at higher temperature and total suspended solids (TSS), (P enrichment). This response is related to the organism metabolism and the growth rate of seston components, particularly attached bacteria. Other environmental variables, such as transparency, dissolved oxygen; pH and chlorophyll a were identified as covariates of temperature and TSS. We conclude that the elemental composition of the seston is richer in C and P and that systems with higher temperature and higher TSS have a greater ability to absorb and immobilize these elements in the seston, evidencing a greater potential to elimination of these elements through the removal of bioflocs and reuse of water.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7103
Other Identifiers: 2014035781
metadata.dc.description.embargo: 2019-12-31
metadata.dc.description.other: Pretendemos publicar o trabalho como artigo científico. Portanto, não desejamos que o acesso seja livre de imediato.
Appears in Collections:Engenharia de Aquicultura

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CultivoCamaroes_Pimentel_2017.pdfMonografia1.73 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.