Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7073
Title: A produção de textos nos anos iniciais: o que sugerem os livros didáticos de língua portuguesa do (PNLD 2016)?
Authors: Anjos, Vanessa Cristina Maia dos
Keywords: Livro didático;Língua Portuguesa;Produção de textos
Issue Date: 3-Jul-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ANJOS, Vanessa Cristina Maia dos. A produção de textos nos anos iniciais: o que sugerem os livros didáticos de língua portuguesa do (PNLD 2016)?. 2018. 35 f. TCC (Graduação) - Curso de Pedagogia, Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O livro didático é um dos principais recursos utilizados pelo professor no auxílio de suas práticas. Devido ao seu protagonismo nos processos de ensino e aprendizagem, algumas políticas públicas foram criadas visando sua legitimação enquanto recurso didático e a democratização do seu acesso nas escolas públicas de ensino básico, como o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e o Guia do Livro Didático (GLD), sendo este último o principal instrumento de auxílio para os professores e gestores nas escolhas dos livros a serem adotados pelas escolas. Os conteúdos presentes nos livros didáticos são formulados de acordo com as orientações curriculares para cada nível de ensino, tomando como base documentos oficiais, como os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN). Quanto ao ensino de Língua Portuguesa nos anos iniciais, o PCN propõe uma perspectiva interacionista da linguagem, ou seja, um ensino da língua de maneira contextualizada, utilizada em situações reais de comunicação por meio dos gêneros do discurso, mais conhecidos como gêneros textuais. Apesar dos avanços teórico-metodológicos impulsionados pelas orientações dos PCN ao longo de duas décadas, ainda há algumas lacunas a serem preenchidas, especialmente, no que se refere às atividades apresentadas pelos livros didáticos. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é investigar as atividades de produção de textos sugeridas em livros didáticos de Língua Portuguesa dos anos iniciais, levando em consideração a linguagem como forma de interação entre os sujeitos, e o texto, materializado por meio dos gêneros do discurso, como unidade básica de ensino. Para a realização da pesquisa, selecionamos três livros didáticos de Língua Portuguesa direcionados ao 5º ano do Ensino Fundamental, aprovados no PNLD de 2016, e disponibilizados por editoras diferentes. Os livros são parte integrante das seguintes coleções: Ápis, da editora Ática; Aprender Juntos, da editora SM; e Porta Aberta, da editora FDT. A pesquisa tem como principal aporte teórico Bakhtin (1979) e autores como Marcuschi (2003) e Rojo (2005), dentre outros que abordam a linguagem na perspectiva socionteracionista; nos postulados de Bezerra e Dionísio (2001), Rojo e Batista (2003) e Val (2009) acerca dos livros didáticos; e também documentos oficiais direcionados aos livros didáticos (PNLD e GLD) e ao ensino de Língua Portuguesa nos anos iniciais (PCN). Quanto aos procedimentos metodológicos, realizamos uma análise indutiva, respeitando os caminhos e as categorias orientados pelos próprios dados da pesquisa. Após a realização das análises das atividades, concluímos que os livros, no geral, apresentam propostas interessantes de escrita de textos, entretanto, a mediação do professor é de extrema importância para realizar os ajustes necessários nas atividades a fim de propiciar aos alunos um ensino contextualizado da Língua Portuguesa.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7073
Other Identifiers: 2014087563
Appears in Collections:Pedagogia (Presencial)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Aproduçãodetextos_Monografia_2018.pdfArtigo científico2.8 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.