Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/7041
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSousa, Ilka de Lima-
dc.contributor.authorCâmara, Renata Lidiane da-
dc.date.accessioned2018-08-02T15:10:30Z-
dc.date.available2018-08-02T15:10:30Z-
dc.date.issued2012-
dc.identifier2009027019pr_BR
dc.identifier.citationCÂMARA, Renata Lidiane da. Condições de trabalho do assistente social no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS SUL) em Natal/RN. 2012. 91f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7041-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectCondições de trabalhopr_BR
dc.subjectAssistência socialpr_BR
dc.subjectServiço socialpr_BR
dc.titleCondições de trabalho do assistente social no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS SUL) em Natal/RNpr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.referees1Sousa, Ilka de Lima-
dc.contributor.referees2Estelita, Josivânia-
dc.description.resumoTrata das condições de trabalho do assistente social na Política de Assistência Social, no município de Natal, mais especificamente no Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS Sul). Nesse sentido, tem a finalidade identificar e analisar os efeitos decorrentes da ausência de condições dignas no trabalho do assistente social que atua no CREAS Sul, a partir de entrevista com as assistentes sociais desse espaço ocupacional, destacando os principais desafios e limites do fazer profissional diante da situação de provisoriedade e precarização do trabalho. A problemática da precarização do trabalho do assistente social é reflexo das transformações do mundo do trabalho na contemporaneidade oriundas, sobretudo, da reestruturação produtiva e das mudanças na relação Estado, sociedade e mercado. Entende-se que essas mudanças têm provocado transformações no mercado de trabalho do Serviço Social. Sendo o Estado a principal instituição empregadora da categoria profissional, em face das mudanças no mundo do trabalho e da reforma do Estado, evidenciam-se formas de trabalho precário no serviço público, em especial, em nível municipal. O percurso metodológico realizado envolveu: revisão da literatura sobre a temática do trabalho na contemporaneidade, sobre a política de assistência social e sobre a inserção do Serviço Social na organização social do trabalho. Os dados primários foram obtidos a partir da realização de entrevista com cinco assistentes sociais do CREAS Sul. O estudo destaca a situação tênue vivida pelo assistente social que exerce seu fazer profissional diante da condição de provisoriedade e com contratos provisórios, polarizado entre ter que se submeter às condições de trabalho precário, considerando a sua condição de trabalhador assalariado, e entre a necessidade de manutenção da sobrevivência, fator preponderante que lhe obriga a aceitar essa situação. Destaca ainda o comprometimento desses profissionais com os usuários da política da assistência, mesmo diante das condições de trabalho a que estão submetidos.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentServiço Socialpr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.contributor.referees3Lucindo, Maria Karmem Barbosa-
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RenataLC_Monografia.pdfMonografia em Serviço Social768.07 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.