Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6933
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorNóbrega Jr, Orgival Bezerra da-
dc.contributor.authorSilva, José Johnatan Weverton da-
dc.date.accessioned2018-07-23T14:04:56Z-
dc.date.available2018-07-23T14:04:56Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier2012946810pr_BR
dc.identifier.citationSILVA, José Johnatan Weverton da. O Processo de verticalização e o conforto térmico em Natal-RN no período de 1984-2013. 2018. 49f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia - Bacharelado) - Departamento de Geografia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6933-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectClimatologia urbanapr_BR
dc.subjectVerticalizaçãopr_BR
dc.subjectConforto térmicopr_BR
dc.titleO Processo de verticalização e o conforto térmico em Natal-RN no período de 1984-2013pr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.referees1Nóbrega Jr, Orgival Bezerra da-
dc.contributor.referees2Araújo, Paulo César de-
dc.description.resumoO Presente estudo busca avaliar as interferências da verticalização no conforto térmico de Natal-RN, entre o período de 1984 até 2013. Entendemos que o presente estudo é relevante visto que na atualidade a preocupação com o tema da Climatologia Urbana está em destaque no que tange as transformações no clima das cidades e suas consequências para os habitantes da mesma. Delimitamos o recorte temporal a partir da disponibilidade dos dados meteorológicos, pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e dos dados sobre o quantitativo das construções de prédios pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMURB). Com isso buscamos a priori entender o processo de verticalização que Natal sofreu nos últimos 50 anos, tendo como foco a intensificação ocorrida a partir da década de 1980. Fazendo uso assim da divisão do período para possibilitar uma comparação dos dois momentos vividos na Cidade, onde no primeiro momento (1984-1999) tivemos uma tímida progressão do processo de verticalização até chegar ao ano de 1995, onde estimulados pela implantação do novo Plano Diretor de Natal (PDN) as empresas de construção civil solicitaram um número nunca antes visto de alvarás de construção para se resguardar na Lei anterior menos restritiva. E no segundo período tivemos um crescimento de mais de 300% no quantitativo geral de construções de prédios, com destaque no ano de 2007 em que impulsionados pelos subsídios do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para construção de moradias para as mais diversas classes sociais, Natal passou por um “frenesi” onde em todas as zonas administrativas da cidade passaram pelo processo de verticalização. Quanto à relação climatológica utilizamos dos métodos de Índice de Temperatura de Umidade (ITU) e Wind Chill Index (WCI) para avaliar através das variáveis meteorológicas se Natal apresentava condições de conforto ou desconforto térmico a partir dos resultados obtidos. Por fim procuramos inter-relacionar o processo de urbanização, com enfoque na verticalização com os resultados dos métodos escolhidos para explicar se Natal ao se verticalizar afetou o seu conforto térmico.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentBacharelado em Geografiapr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.contributor.referees3Batista, Ivaniza Sales-
Appears in Collections:Geografia (Bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ProcessodeVerticalização_Silva_2018pdf.txtTCC2.5 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons