Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6915
Title: Simulação estocástica de séries sintéticas de precipitação para o Rio Grande do Norte, considerando cenários de mudanças climáticas
Authors: Andrade Neto, Julio Vitorino de
Keywords: Cenários IPCC;Distribuição gama;Índices de extremos climáticos
Issue Date: 6-Jul-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ANDRADE NETO, Julio Vitorino de. Simulação estocástica de séries sintéticas de precipitação para o Rio Grande do Norte, considerando cenários de mudanças climáticas. 2018. 46 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Departamento de Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: A região Nordeste do Brasil sofre grande variabilidade temporal e espacial no seu regime de precipitação, apresentando ainda um balanço hídrico negativo na maior parte do ano devido às suas características natural de baixa precipitação e alta evapotranspiração, o que dificulta o balanço entre as ofertas e demandas por parte dos órgãos gestores. O Estado do Rio Grande do Norte (RN) não é exceção a essa regra, apresentando também vulnerabilidades no que tange ao seu regime pluviométrico. Assim, objetiva-se investigar alterações no regime pluviométrico em zonas homogêneas do Estado a partir da avaliação de índices de mudanças climáticas aplicados às séries sintéticas de precipitação considerando diferentes cenários de mudanças climáticas. Para alcançar este objetivo, coletaram-se dados de precipitação de 5 municípios do RN, relativos a um período de 48 anos de dados (1963-2010), sendo geradas séries sintéticas de precipitação considerando as variações dos diferentes cenários de mudanças climáticas, variando-se a precipitação média diária observada nos dias chuvosos. Foram analisados 9 índices de mudanças climáticas definidos pelo Expert Team on Climate Change Detection and Indices (ETCCDI). Como resultados, observa-se que a distribuição gama é adequada para representar o regime de precipitação que ocorre no RN, com exceção da região próxima ao litoral do Estado, que não apresentou aderência a essa distribuição na maior parte dos meses do ano. O modelo de geração de séries sintéticas utilizado foi capaz de reproduzir adequadamente as características da precipitação média diária e mensal, contudo superestimou a quantidade de dias chuvosos nos cenários de redução da precipitação. Além disso, nesses cenários, também foi observada redução significativa no volume de chuvas e na quantidade de dias extremamente chuvosos. Diante disso, conclui-se que há tendência de ocorrer piora na variabilidade temporal da precipitação e medidas de gestão devem ser tomadas.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6915
Other Identifiers: 20160152760
Appears in Collections:Engenharia Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Simulaçãoestocásticadeséries_Andrade Neto_2018.pdfMonografia1.87 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons