Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6814
Title: Aplicação da técnica de extração líquido-líquido na remoção do óleo da água produzida
Authors: Vicente, Rafaela Alves
Keywords: Extração líquido-líquido;Etanol;Água produzida;Óleo de coco;Liquid-liquid extraction;Water produced;Ethanol
Issue Date: 22-Jun-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: VICENTE, Rafaela Alves. Aplicação da técnica de extração líquido-líquido na remoção de óleo da água produzida. 2018. 47f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Departamento de Engenharia Química, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: A água produzida devido sua vasta composição química deve ser tratada antes de ser descartada no mar ou reutilizada. A resolução CONAMA 393/207 regulamenta o descarte de água de produção em ambiente marinho, a resolução determina que o teor de óleo e gorduras em descarte de água produzida deve obedecer à concentração média aritmética simples mensal de óleos e graxas de até 29 mg/L, com valor máximo diário de 42 mg/L. Outra resolução CONAMA que regulamenta o lançamento de efluentes em corpos receptores é a 430/2011, nela estão os as condições e padrões dos efluentes para que possam ser descartados sem causar alteração no ambiente receptor. A extração líquido-líquido é uma técnica utilizada para remover óleo presente na água produzida e também outros contaminante, sua eficiência depende do solvente escolhido, o mais adequado ao processo é aquele que possui mais afinidade com o componente a ser removido e que de preferência seja ambientalmente correto. O presente trabalho testou a eficiência de dois solventes naturais, bem como suas misturas: Etanol e óleo de coco. Para desenvolvimento do trabalho foram realizados testes de bancada para extração líquido-líquido, a saber extração com etanol puro, etanol/óleo de coco em 10% v/v e óleo de coco puro, nas seguintes proporções orgânico-aquoso: 1:2 e 1:3. Os ensaios ocorreram em duplicata. A partir dos resultados obtidos, que os percentuais de remoção foram 37,44% para etano e AP 1:2, 62,62% para etanol/óleo de coco e AP 1:2, 15,60% Etanol e AP 1:3, 46,73% etano/óleo de coco e AP 1:3 e 56,75% óleo de coco e AP. Verificou-se que apesar do etanol ser biodegradável e de fonte renovável, é hidrofílico, de modo que possibilitou a solubilização do óleo na água, estabilizando as emulsões. Por outro lado, o óleo de coco se mostrou uma opção como extratante. Os resultados da extração com etanol foram comparados com extrações utilizando somente aguarrás e óleo de coco como extratante, e verificou-se que as extrações foram mais eficientes com esses solventes que somente com o etanol. Apesar do etanol ter apresentado baixo rendimento, a adição do óleo de coco nesse diluente aumentou a eficiência da extração com valores similares aos da extração utilizando somente óleo de coco. No trabalho foram avaliados ainda a turbidez, condutividade e acidez que resultou no aumento da turbidez devido o etanol solubilizar óleo em água, e redução da condutividade e pH.
Abstract: The produced water due to dense chemical composition must be treated before being discarded at sea or reused. The resolution CONAMA 393/207 regulates the disposal of production water in marine environment, the resolution determines that the content of oil and fats in discarded water must produced and comply with the simple monthly arithmetic concentration of oils and greases of up to 29 mg / L, with a maximum daily value of 42 mg / L. Another CONAMA resolution that regulates the release of effluents into receiving bodies is 430/2011, inside this document are the conditions and standards of the effluents so that they can be discarded without causing whit the change in the receiving environment. The liquid-liquid extraction is a technique used to remove oil present in the water produced and also others contaminants, its efficiency depends on the chosen solvent, the most suitable to the process is the one that has more affinity with the component to be removed and that is preferably environmentally correct. The present work tested the efficiency of two natural solvents, as well as their mixtures: Ethanol and coconut oil. For the development, bench tests were performed for liquid-liquid extraction, namely extraction with pure ethanol, ethanol / coconut oil in 10% v / v and pure coconut oil in the following organic-aqueous proportions: 1:2 e 1:3 The chemical assays occurred in duplicate. From the results obtained, the percentages of removal were 37.44% for ethane and AP 1: 2, 62.62% for ethanol / coconut oil and AP 1: 2, 15.60% ethanol and AP 1: 3 , 46.73% ethane / coconut oil and AP 1: 3 and 56.75% coconut oil and AP, was verified that although the ethanol is biodegradable and from a renewable source, it is hydrophilic, so that it made possible the solubilization of the oil in the water, stabilizing the emulsions. On the other hand, coconut oil proved to be an option as an extractor. The results of the ethanol extraction were compared with extractions using only turpentine and coconut oil as the extractant, and the extractions were found to be more efficient with these solvents than with ethanol alone. Although ethanol has low yield, the addition of coconut oil in this diluent has increased the extraction efficiency with values similar to extraction using only coconut oil. was still evaluated turbidity, conductivity and pH, which resulted in increased turbidity due to ethanol solubilizing oil in water, and reduced conductivity and pH.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6814
Other Identifiers: 2013085564
Appears in Collections:Engenharia Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AplicacaodaTecnica_Vicente_2018.pdfMonografia1.67 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.