Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6654
Title: A inserção do voluntário HIV positivo no processo de aconselhamento e testagem para o HIV.
Authors: Rebouças, Tais Lobo Lisboa
Keywords: HIV. Aconselhamento. Voluntariado.
Issue Date: May-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: REBOUÇAS, Tais Lobo Lisboa; LIMA, Kenio Costa de (Orient.). A inserção do voluntário HIV positivo no processo de aconselhamento e testagem para o HIV. 2017. 24 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Especialização em Gestão da Política de DST, AIDS, Hepatites Virais e Tuberculose – Educação a Distância) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: A infecção pelo HIV, quando diagnosticada, assola seu portador com dúvidas, incertezas e medos. Medo do quão doloroso poderá ser a progressão da doença, medo de conviver com a certeza da morte, medo do julgamento e principalmente medo da exclusão social. Nesse sentido, este projeto de intervenção tem como proposta a inserção do voluntário HIV positivo no processo de aconselhamento e testagem para o HIV, no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) do município de Rio das Ostras/RJ, Baixada Litorânea. Considera-se propor também a regulamentação do trabalho voluntário no serviço e, a partir de então, poder compartilhar com os usuários essa experiência inovadora, que é a presença do voluntário HIV positivo neste processo, ampliando as ações de promoção da saúde e prevenção do HIV/aids e, ainda, avaliar a eficácia deste processo como um todo, enfatizando a percepção dos usuários. Para instrumentalizar o projeto, realizamos uma breve revisão da literatura a respeito da epidemiologia da infecção pelo HIV, a forma como se deu a ampliação da oferta de testagem sorológica para o HIV através dos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) e sobre o trabalho voluntário no Brasil e suas implicações legais e formas de participação nos serviços. Os resultados obtidos após a análise dos resultados poderão contribuir para uma construção diferenciada de intervenção junto ao CTA, com prováveis benefícios para todos os envolvidos, como o fortalecimento de vínculos e a possibilidade de um contato mais próximo com os usuários e as questões relativas ao HIV, aumentando o conhecimento sobre ele e promovendo a sensibilização das pessoas, o que pode favorecer a luta contra a estigmatização e o preconceito.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6654
Other Identifiers: 20162011618
Appears in Collections:Especialização sobre Gestão das Políticas de DST/Aids, Hepatites Virais e Tuberculose

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AinserçãodovoluntarioHIVpositivo_Monografia.docxArtigo principal57.89 kBMicrosoft Word XMLView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.