Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6579
Title: Aplicação do teste rápido para IST/aids como diagnóstico preliminar da clientela demandada para o desenvolvimento de campanhas educativas nas ações de orientação, controle e combate às Infecções Sexualmente Transmissíveis na Estratégia de Saúde da Família do bairro do Tenoné/Belém/PA.
Authors: Rodrigues, Diana Madeira
Keywords: DST/AIDS, Teste rápido, tomada de ação;STD / AIDS, Rapid Testing, Taking Action
Issue Date: Mar-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: RODRIGUES, Diana Madeira; FERREIRA, Maria Ângela Fernandes (Orient.). Aplicação do teste rápido para IST/aids como diagnóstico preliminar da clientela demandada para o desenvolvimento de campanhas educativas nas ações de orientação, controle e combate às Infecções Sexualmente Transmissíveis na Estratégia de Saúde da Família do bairro do Tenoné/Belém/PA. 2017. 10 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Especialização em Gestão da Política de DST, AIDS, Hepatites Virais e Tuberculose – Educação a Distância) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: Ao final da década de 1980, uma nova estratégia diagnóstica surgiu: chegaram ao mercado os testes rápidos. Com o avanço das tecnologias de desenvolvimento e produção, esses testes revelaram-se eficientes na investigação de doenças infectocontagiosas. Desde 2005, a utilização dos testes rápidos permite atender a crescente demanda pelo diagnóstico de agravos relevantes à saúde pública, visto que sua utilização aumenta a agilidade da resposta aos indivíduos e permite seu rápido encaminhamento para assistência médica e início de tratamento. Este projeto tem por objetivo conhecer o perfil dos usuários que se submeteram ao teste rápido e implementar ações nos casos positivos para HIV, sífilis e hepatites B e C. Este estudo foi realizado no bairro do Tenoné, área noroeste da região metropolitana de Belém, estado do Pará. A amostra foi constituída de 86 sujeitos que se submeteram aos testes rápidos para HIV, sífilis e hepatites B e C no período de agosto de 2016 a março de 2017. Os resultados dos testes rápidos objetivaram nortear as ações para DST/Aids, principalmente aqueles identificados como reincidentes para essas doenças. Posteriormente, os indivíduos foram separados em grupos para uma abordagem biopsicossocial, a partir da qual foram montadas estratégias para as ações de prevenção e controle dessas doenças. Resultados parciais: 46 usuários eram do sexo feminino, que representa 53,48% da amostragem, e 46,51% do sexo masculino. As amostras foram segregadas em grupos, onde 63,9% (55 usuários) fizeram o teste por demanda espontânea; 17,44% (15 usuários) idosos; 11,62% (10) pacientes em tratamento para tuberculose; 6,9% (6 usuários) gestantes; 1,16% (1 usuário) em tratamento para hanseníase. A faixa etária da demanda analisada ficou constituída da seguinte forma: entre 15 a 30 anos, 38 usuários; 31 a 40 anos, 16; 41 a 59 anos, 17; de 60 anos em diante, 15 usuários. Dentre as 86 pessoas submetidas ao teste rápido, 8 foram reagentes para sífilis, com representatividade de 9,3% da amostragem, sendo que 62,5% (5 usuários) dos reagentes eram mulheres na faixa etária entre 21 a 25 anos de idade. Dos casos reagentes para sífilis, foi observado que 50% (4 usuários) estavam dentro da demanda espontânea; 25% eram gestantes (2 usuários) e 25% (2 usuários) eram pacientes em tratamento para tuberculose. Considerações gerais: foram traçadas estratégias eficientes que pretendem reduzir as notificações positivas dos testes rápidos para as DST/AIDS através da cultura de prevenção e controle dentro da área de atuação da Unidade de Estratégia da Saúde da Família do bairro do Tenoné/Belém-PA. A aplicação do teste rápido como indicador de ação é de suma importância como ferramenta norteadora para as ações a serem tomadas, pois é através dele que desenvolveremos as estratégias adequadas para cada grupo que apresentou resultados reagentes para os testes.
Abstract: The main objective of the intervention plan was to determine the importance of rapid testing as a tool to implement action in HIV positive cases, SYPHILIS, HEPATITE B and C. The results were segregated in groups for a biopsychosocial approach, from which strategies were set up for the actions of prevention and control of these diseases. A quantitative, exploratory, descriptive and documentary study of the users who used the rapid testing service provided by the health unit of that neighborhood for a period of eight months was applied as a methodology for the implementation of the intervention plan. The samples were composed of the users who underwent the rapid tests for HIV, SYPHILIS, HEPATITE B and C in the period from August 2016 to March 2017. The intended results with the use of the rapid tests as a guideline of actions for STD / AIDS, is that from the identification of the groups incident to these diseases we can, from a contextualized perspective, outline effective strategies that can actually achieve their goal of reducing the positive reports of rapid STD / AIDS testing through prevention culture and control within the area of ​​action of the Family Health Strategy Unit of the Tenoné / Belém-PA Neighborhood.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6579
Other Identifiers: 20162006986
Appears in Collections:Especialização sobre Gestão das Políticas de DST/Aids, Hepatites Virais e Tuberculose

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PROJETO DE INTERVENÇÃO.docxPROJETO DE INTERVENÇÃO40.88 kBMicrosoft Word XMLView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons