Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6574
Title: Proposta de intervenções educativas para diminuição das subnotificações de hepatites virais em Pernambuco.
Authors: Araujo, Adriana Cavalcanti de
Keywords: Palavras – chaves: Hepatites Virais; Vigilância, Educação;
Issue Date: May-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ARAUJO, Adriana Cavalcanti de; DANTAS, Susana Maria Miranda (Orient.). Proposta de intervenções educativas para diminuição das subnotificações de hepatites virais em Pernambuco. 2017. 18 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Especialização em Gestão da Política de DST, AIDS, Hepatites Virais e Tuberculose – Educação a Distância) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: Grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo, a hepatite é uma inflamação do fígado e pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. São doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas, mas quando aparecem podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem, ainda, os vírus D e E — este último, mais frequente na África e na Ásia. Milhões de pessoas no Brasil são portadoras dos vírus B ou C e não sabem. Elas correm o risco de as doenças evoluírem (tornarem-se crônicas) e causarem danos mais graves ao fígado, como cirrose e câncer. Em Pernambuco, de 2014 a 2016, o estado registrou 2.046 casos suspeitos de hepatites B e C. Dos 185 municípios, 85 não registraram uma única notificação como caso suspeito. Considerando que as hepatites virais são doenças de notificação compulsória, deve-se notificar casos suspeitos e confirmados, e também entender a importância das ações de educação em saúde como uma das estratégias integradoras de um saber. Este projeto de intervenção tem o objetivo de propor a integralidade da Vigilância Epidemiológica junto a ações de educação para realização de treinamentos voltados à diminuição de subnotificação de casos de hepatites virais. Será realizado nos 85 municípios silenciosos e acontecerá em três fases: 1 - Reunião de apresentação; 2 - Aprendizado teórico; 3 - Aprendizado prático nas unidades de saúde. A avaliação será realizada posteriormente pela Coordenação de Vigilância Epidemiológica dos municípios e estado.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6574
Other Identifiers: 69633061415
Appears in Collections:Especialização sobre Gestão das Políticas de DST/Aids, Hepatites Virais e Tuberculose

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
trabalho final p postar.docxTRABALHO DE CONCLUSAO DE ESPECIALIZACAO952.79 kBMicrosoft Word XMLView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons