Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6522
Title: O segmento de lésbicas, gays, travestis, bissexuais, transexuais e transgêneros, o acesso humanizado à saúde e a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis em Iguatu/CE.
Authors: Pereira, Klesia Willma Rodrigues
Keywords: Orientação sexual, preconceito, população LBGT;Sexual Orientation, Prejudice, LGBT Population
Issue Date: 5-May-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: PEREIRA, Klesia Willma Rodrigues; MEIRELLES, Maria Quitéria Batista (Orient.).O segmento de lésbicas, gays, travestis, bissexuais, transexuais e transgêneros, o acesso humanizado à saúde e a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis em Iguatu/ce. 2017. 27f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Especialização em Gestão da Política de DST, AIDS, Hepatites Virais e Tuberculose – Educação a Distância) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: Historicamente, homens e mulheres com orientação sexual distinta da heteronormativa sofreram preconceitos e discriminações por parte da sociedade. Essa realidade perpassou os tempos históricos e ainda assola gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e transgêneros, com negação de direitos e acesso desigual às políticas públicas, dentre estas, o direito à saúde de maneira universal, integral e equânime. Essa parcela da população tem sofrido estes rebatimentos históricos, o que resulta no fato de estarem mais vulneráveis e suscetíveis ao adoecimento e à morte precoce. Nesse sentido, reconhecendo os entraves sociais e institucionais que prejudicam o acesso dos usuários LGBT aos equipamentos de saúde, objetivamos implementar o projeto de intervenção: o de lésbicas, gays, travestis, bissexuais, transexuais e transgêneros, o acesso humanizado à saúde e a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis em Iguatu/CE, o qual se divide em quatro eixos, a saber: aproximações, escuta qualificada, implementação das ações e intervenção junto a profissionais de saúde. O objetivo principal do projeto é “reconhecer a complexidade da saúde LGBT, suas necessidades, especificidades e dificuldades de acesso à saúde de modo universal, integral e equânime, intervindo de maneira ética e humanizada nessa conjuntura e contribuindo para a construção de uma cultura de paz que oportunize a quebra de paradigmas no que tange aos preconceitos, tabus, discriminações social, homofobia institucional, com vistas à redução das desigualdades e vulnerabilidades sociais que foram impingidas historicamente a gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais.
Abstract: Historically, men and women with sexual orientation other than heteronormative have suffered from prejudices and discrimination on the part of society. This reality has crossed historic times and still plagues gays, lesbians, bisexuals, transsexuals and transgenders, with denial of rights and unequal access to public policies, among them, the right to health in a universal, integral and equitable way. This part of the population has suffered from these historical repercussions, which results in the fact that they are more vulnerable and susceptible to illness and early death. In this sense, recognizing the social and institutional obstacles that hinder LGBT users' access to health equipment, we aim to implement the intervention project "The segment of lesbians, gays, transvestites, bisexuals, transsexuals and transgenders, humanized access to health and prevention of sexually transmitted infections in Iguatu / CE ", which is divided into four axes, namely: approaches, qualified listening, implementation of actions and intervention with health professionals. The main objective of the project is "To recognize the complexity of LGBT health, its needs, specificities and difficulties of access to health in a universal, integral and equitable way, intervening in an ethical and humanized way in this conjuncture and contributing to the construction of a culture of peace social discrimination, institutional homophobia, with a view to reducing inequalities and social vulnerabilities that have historically been inflicted on gays, lesbians, bisexuals, transvestites and transsexuals. "
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6522
Other Identifiers: 20162010844
Appears in Collections:Especialização sobre Gestão das Políticas de DST/Aids, Hepatites Virais e Tuberculose

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KLESIA WILLMA RODRIGUES PEREIRA_TCC CORRIGIDO (1).docxMONOGRAFIA DE ESPECIALIZAÇÃO120.75 kBMicrosoft Word XMLView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.