Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6506
Title: As determinações da violência contra as mulheres: uma análise crítica a partir da realidade das mulheres do programa Mulheres Mil, em Natal/RN
Authors: Januário, Vivian Larissa Gomes
Keywords: Violência contra as mulheres;Patriarcado;Feminismo;Lei Maria da Penha
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: JANUÁRIO, Vivian Larissa Gomes. As determinações da violência contra as mulheres: uma análise crítica a partir da realidade das mulheres do programa Mulheres Mil, em Natal/RN. 2014. 103f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social) – Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Portuguese Abstract: O fenômeno da violência contra a mulher atinge mulheres das diversas classes sociais, raças, etnias, entre outras. Sua ocorrência é uma expressão própria da cultura disseminada pelo sistema de dominação-exploração patriarcal. Essa mesma cultura cria inúmeros mitos envoltos à prática da violência contra as mulheres, que objetivam desfocar sua centralidade na determinação desses atos, e assim visam repassar a responsabilidade aos elementos considerados precipitadores de tais ações, como o uso de drogas lícitas e/ou ilícitas, problemas mentais e/ou financeiros do agressor, por exemplo. Cabe ressaltar que se considera nesse estudo como elementos determinantes da violência contra as mulheres os aspectos socioculturais aprendidos através do sistema patriarcal. Ao designar papéis sociais desiguais para homens e mulheres, esse sistema acaba por estimular o homem a desenvolver atitudes violentas e a demonstrar domínio através do uso da força física. Desse modo, para evidenciar a determinação de tais fatores, e de forma a levar em consideração a criticidade que a temática requer, esse trabalho foi realizado com base no objetivo geral de ‘’Abordar as diferenças entre os fatores determinantes e detonadores/precipitantes da violência’’. Para isso foi empregado como metodologia de abordagem o método dialético, com a utilização da pesquisa documental, através das leituras de autores da área; além da pesquisa de campo, com aplicação de questionário contendo questões semiabertas e fechadas. Por conseguinte, entre os principais resultados encontrados destacam-se o conhecimento superficial que as mulheres entrevistadas apresentaram com relação às particularidades que envolvem a violência contra as mulheres, o que se conclui apenas servir como um elemento facilitador para a geração de novos mitos que envolvem a problemática e tornam mais complexo o seu combate. Contudo, se faz primordial lembrar que o movimento feminista é uma importante ferramenta no combate contra esses ditames patriarcais, pois evidencia-os por meio de mobilizações sociais, de modo a alcançar inúmeros avanços políticos para o enfrentamento da violência. Um desses avanços, dentre as políticas públicas nacionais, é a promulgação da Lei Maria da Penha, importante instrumento jurídico para a proteção e assistência da mulher vítima de violência. É nesse contexto que o presente trabalho versa sobre a violência contra a mulher, evidenciando seus elementos precipitantes e determinantes, de modo a entender as conquistas e desafios que se impõem à superação desse fenômeno.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6506
Other Identifiers: 2010088417
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VívianLGJ_Monografia.pdf1.23 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.