Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6471
Title: Análise da completitude de registros de tuberculose no estado do Rio Grande do Norte, 2012 a 2016.
Authors: Bezerra, Aline Patrícia dos Santos
Keywords: Saúde Coletiva;Tuberculoses;Sistema de Informação em Saúde
Issue Date: 15-Apr-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BEZERRA, Aline Patrícia dos Santos; OLIVEIRA, Angelo Giuseppe Roncalli da Costa (Orient.). Análise da completitude de registros de tuberculose no estado do Rio Grande do Norte, 2012 a 2016. 2017. 20 f. Projeto de Intervenção. (Especialização em Gestão em HIV/Aids/Hepatites Virais e Tuberculose – Educação a Distância) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: A tuberculose (TB) é uma enfermidade prevenível, curável e considerada prioridade de saúde pública, denominada “calamidade negligenciada”. A doença possui níveis de morbidade e mortalidade que remetem ao grau de desenvolvimento socioeconômico de um país. Esta pesquisa buscou analisar a completude dos dados do Sinan TB no Rio Grande do Norte no período de 2012 a 2016. Trata-se de um estudo descritivo de análise de dados secundários. As variáveis estudadas foram: sexo, faixa etária, raça/cor, escolaridade, gestante, tipo de entrada, populações especiais, beneficiário de programas de governo, forma, tratamento supervisionado, coinfecção Aids, baciloscopia de 6º mês e situação de encerramento. Foram construídos escores baseados na proporção de informação ignorada/branca de acordo com o estabelecido pelo Ministério da Saúde, segundo o qual a não completude é considerada como excelente (menor que 5%), boa (5 a 10%), regular (10 a 20%), ruim (20 a 50%) e muito ruim (50% ou mais). Dos 13 indicadores analisados, as variáveis “populações especiais” e “tratamento supervisionado” classificam-se como muito ruins, tendo este último aumentado consideravelmente no último biênio, seguidos por “baciloscopia de 6º mês” e situação de encerramento (ruim) e escolaridade (regular). As demais variáveis estão entre excelente e boa completude. O controle da TB tem se beneficiado de um sistema de informação que acompanha o progresso de cada paciente, permite a responsabilização em todos os níveis do sistema de saúde e facilita a pesquisa operacional significativa, porém, a baixa completude das fichas de notificação compromete a qualidade de vigilância dos casos de TB, sendo necessário melhorar a qualidade dos registros em relação ao preenchimento dos campos e à atualização dos dados, primordiais para a confiabilidade da análise epidemiológica.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6471
Other Identifiers: 2016.2009020
Appears in Collections:Especialização sobre Gestão das Políticas de DST/Aids, Hepatites Virais e Tuberculose

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ALINE_FINAL.pdfArtigo em PDF199.83 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.