Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6363
Title: E do barro fez-se a vida: anteprojeto de uma casa filarmônica para Pau dos Ferros/RN
Other Titles: Life from clay: project of a philharmonic house for Pau dos Ferros/RN
Authors: Sampaio, Ana Lígia Pessoa
Keywords: Casa Filarmônica;Philharmonic House;Escola de Música;School of Music;Hiperadobe;Hiperadobe;Pau dos Ferros;Pau dos Ferros
Issue Date: 6-Dec-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SAMPAIO, Ana Lígia Pessoa. E do barro fez-se a vida: anteprojeto de uma casa filarmônica para Pau dos Ferros/RN. 2017. 112f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Arquitetura e Urbanismo) - Departamento de Arquitetura, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: A discussão da Casa Filarmônica surge em 2010, com o falecimento de Antônio de Holanda Cavalcanti, natural de Pau dos Ferros-RN, agrônomo, que fez carreira em Goiânia-GO. Em seu testamento, deixou parte de seus bens para criação da Sociedade Filarmônica Pauferrense (SFP). Carente de equipamento de interesse social similar nas mais de trinta cidades que formam a região, esse projeto procura mediar interesses da população, da Diretoria da SFP e dos poderes políticos envolvidos, sob o olhar da arquitetura vernacular. Logo, o objetivo deste trabalho é apresentar aspectos do desenvolvimento do anteprojeto de uma Casa Filarmônica para a cidade de Pau dos Ferros, que valorize não só a música como expressão cultural, mas o conjunto de técnicas que compõem a arquitetura do semiárido do Rio Grande do Norte, desmistificando-o e trazendo novos olhares e formas de encarar o barro como material de construção. A proposta valoriza elementos intrínsecos e particulares da região, como clima, território e cultura, em oposição à produção em massa de edificações que se observa na contemporaneidade. Destaca-se que a estigmatização de materiais como o barro, abundante na região, pelo setor da construção civil é também uma forma dos grandes empresários venderem as próprias técnicas industrializadas que em quase nada são adaptadas aos diversos bioclimas do Brasil. Assim, parte-se da análise das requisições do programa de necessidades, por meio de revisão bibliográfica, estudo de referências, entrevistas e de experimentações in loco. Defende-se aqui que pensar o coletivo valorizando a técnica construtiva como uma expressão da identidade local é também resistir a esse ideal de cidade contemporânea derivativa e homogênea, é resgatar valores e princípios da própria população
Abstract: A discussion of the Philharmonic House arises in 2010, with the death of Antônio de Holanda Cavalcanti, a native of Pau dos Ferros-RN, an agronomist, who made a career in Goiânia-GO. In his will, he left part of his assets for the creation of the Pauferrense Philharmonic Society (SFP). Lacking similar equipment of social interest in the more than thirty cities that make up the region, this project seeks to mediate the interests of the population, the SFP Board and political politicians involved, under the guise of vernacular architecture. Therefore, the objective of this work is to present a development of the preliminary project of a Philharmonic House for a city of Pau dos Ferros, which value not only a music as a cultural expression, but also the set of techniques that make up an architecture of the semiarid Rio Grande do Norte, demystifying-and bringing new looks and ways of looking at clay as building material. The proposal values intrinsic and particular elements of the region, such as climate, territory and culture, as opposed to the mass production of buildings observed in contemporary times. It is worth noting that the stigmatization of materials such as clay, abundant in the region by the civil construction sector, is also a way for big businessmen to sell their own industrialized techniques, which are hardly adapted to the different bioclimes in Brazil. Thus, one starts from the analysis of requisitions of the necessities program, through bibliographical revision, study of references, interviews and experiments in loco. It is defended here that to think the collective valuing the constructive technique as an expression of the local identity is also to resist to this ideal of contemporary city derivative and homogeneous, is to rescue values and principles of the own population
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6363
Other Identifiers: 2012910236
Appears in Collections:Arquitetura e Urbanismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CasaFilarmonica_Sampaio_2017.pdfTFG_Casa Filarmônica Pauferrense9.14 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
P01 - SITUAÇÃO.pdfP01 - SITUAÇÃO31.09 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
P02 - PLANTA BAIXA DO SUBSOLO.pdfP02 - PLANTA BAIXA DO SUBSOLO4.27 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
P03 - PLANTA BAIXA DO TÉRREO.pdfP03 - PLANTA BAIXA DO TÉRREO3.31 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
P04 - PLANTA BAIXA DO 1º ANDAR.pdfP04 - PLANTA BAIXA DO 1º ANDAR3.16 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
P05 - PLANTA BAIXA DO 2º ANDAR.pdfP05 - PLANTA BAIXA DO 2º ANDAR2.07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
P06 - CORTES.pdfP06 - CORTES2.27 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
P07 - FACHADAS.pdfP07 - FACHADAS10.99 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
P08 - DETALHE ESTRUTURA.pdfP08 - DETALHE ESTRUTURA202.38 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open
BANNER_Ana Lígia.pngP09 - BANNER13.58 MBimage/pngThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons