Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6345
Title: Dimensionamento da força de trabalho do Tribunal de Justiça do estado do Rio Grande do Norte
Authors: Alves, Juliana de Medeiros
Keywords: Planejamento de recursos humanos;Dimensionamento da força de trabalho;Tribunal de justiça
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ALVES, Juliana de Medeiros. Dimensionamento da força de trabalho do Tribunal de Justiça do estado do Rio Grande Do Norte. 2017. 101f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Administração), Departamento de Ciências Administrativas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: O Dimensionamento da Força de Trabalho tem sido uma técnica muito valorizada pelas organizações, uma vez que ao proporcioná-las um quadro de pessoal ajustado poderão atuar com maior capacidade e melhor desempenho para alcançar seus objetivos, e com menores custos, levando a uma gestão mais eficiente dos seus recursos humanos. Dessa forma, analisando dados de ineficiência do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte quanto a baixos índices de produtividade e altas despesas, o presente trabalho tem por objetivo avaliar se o quantitativo atual de servidores das unidades de 1º grau do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte é o ideal para que as demandas judiciais possam ser atendidas eficientemente. Tendo em vista a escassez de literatura sobre o Dimensionamento da Força de Trabalho (DFT), principalmente na área de Ciências Administrativas, optou-se pela realização da pesquisa de caráter exploratório, com a técnica de estudo de caso, caracterizando-se ainda como uma pesquisa descritiva e quantitativa. A respeito da metodologia de DFT utilizada, tem-se que foi aplicada a imposta pela Resolução nº 243 de 09 de setembro de 2016 do Conselho Nacional de Justiça do Poder Judiciário. Os resultados demonstraram que, de maneira geral, o quantitativo atual de servidores não é o ideal para que a demanda judicial possa ser atendida eficientemente, o que está contribuindo para os resultados de baixos índices de produtividade e altas taxas de congestionamento do Tribunal. Conclui-se com isso que o quadro apresentado é preocupante e, portanto, este estudo precisa ter continuidade a fim de se complementar a metodologia analisando variáveis qualitativas que interfiram na produtividade, e a partir de então, implantar os resultados alcançados, realizando ainda uma Gestão do Dimensionamento da Força de Trabalho, para assim, poder contribuir com ganhos de eficiência e efetividade organizacional.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6345
Other Identifiers: 2014001317
Appears in Collections:Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JulianaMA_Monografia.pdfMonografia3.03 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.