Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6294
Title: Performatividade de gênero na maquiagem cênica: uma experiência no PIBID – Teatro na Escola Municipal Professor Veríssimo de Melo (2014-2016)
Authors: Oliveira, Nicholas Gomes Viana de
Keywords: Teatro;Maquiagem;Educação;Performance;Gênero
Issue Date: 7-Dec-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: OLIVEIRA. Nicholas Gomes Viana de. Performatividade de gênero na maquiagem cênica: uma experiência no PIBID – teatro na Escola Municipal Professor Veríssimo de Melo (2014-2016). 2017. 45 f. Monografia (Licenciatura em Teatro) - Departamento de Artes. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: Este trabalho se propõe a debater sobre a performatividade de gênero que se faz presente no contexto escolar e que pode ser revelado no ensino de teatro. Sugere a reflexão acerca das possibilidades de discussões sociais, sobretudo políticas no momento da pesquisa de caracterização da personagem por meio da maquiagem cênica. No processo de encenação, cabe ao ator desenvolver as estratégias e os recursos que irá utilizar para criar a personagem, como por exemplo o corpo e voz. Porém, dentro da perspectiva de construção visual da figura dramática, ressalta-se a relevância na composição do rosto por meio da maquiagem. A face revela muito a respeita do indivíduo. Lembrando também que o figurino faz parte da caracterização visual da personagem. Maquiagem é para menino ou para menina? Existe maquiador ou só maquiadora? Homem que se maquia é gay ou também pode ser heterossexual? Afinal de contas, quais os gêneros da maquiagem? Essas questões são recorrentes quando se estuda a maquiagem com jovens, adolescentes e até com adultos. São questionamentos que estão não só presentes na disciplina, mas em toda a escola, em nossa sociedade contemporânea. A importância da promoção de reflexões a respeito de tais assuntos não pode ser negada e o teatro, as artes cênicas são o meio que promovem esse estudo. Mesmo que hajam manobras políticas para oprimir tais discussões, a maquiagem cênica vem como estratégia, para que o conhecimento sobrepuja a ignorância.
Abstract: This paper proposes to debate about the gender performativity that exists in the school context and that is revealed in the theater teaching. It suggests the reflection about the possibilities of social discussions, especially political ones at the moment of the characterization research of the character through the scenic makeup. In the process of staging, it is up to the actor to develop the strategies and resources that will use to create the character, such as body and voice. However, within the perspective of visual construction of the dramatic figure, I emphasize the relevance in the composition of the face through the makeup. The face reveals much respect for the individual. Also remembering that the costumes are part of the visual characterization of the character. Is makeup for boy or girl? Is there a male makeup artist or just a female makeup artist? Can a man who wears makeup be gay or can he be heterosexual? After all, what are the makeup genders? These issues are recurrent when one studies the makeup with young people, teenagers and even with adults. They are questions that are not only present in the discipline, but throughout the school, in our contemporary society. The importance of promoting reflections on such subjects can not be denied and the theater, the performing arts, is the medium that promotes this study. Even if there are political maneuvers to oppress such discussions, scenic makeup comes as a strategy, so that knowledge surpasses ignorance.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6294
Other Identifiers: 2012962081
Appears in Collections:Teatro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC NICK FINALIZADO PDF.pdfMONOGRAFIA NICK1.62 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons