Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6219
Title: Avaliação da liberação do ácido ascórbico em comprimidos de liberação prolongada através de testes de dissolução in vitro
Authors: Damasceno Junior, Elmar
Keywords: Ácido ascórbico;Liberação prolongada;Dissolução;Cinética de liberação
Issue Date: 14-Dec-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: DAMASCENO JUNIOR, Elmar. Avaliação da liberação do ácido ascórbico em comprimidos de liberação prolongada através de testes de dissolução in vitro. 2017. 63f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química), Instituto de Química, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: A qualidade dos medicamentos é um atributo de caráter legal e moral, sendo o controle de qualidade uma etapa crucial no desenvolvimento de formas farmacêuticas para comercialização. Os testes de dissolução in vitro são uma ferramenta de suma importância no desenvolvimento e controle de qualidade de medicamentos, possibilitando avaliar o desempenho ou eficiência da forma farmacêutica em liberar a substância ativa, através da quantidade dissolvida no meio de dissolução quando o produto é submetido à ação de aparelhagem específica. Nesse sentido, o presente trabalho teve como objetivo principal avaliar a liberação do ácido ascórbico em comprimidos comerciais de vitamina C de liberação prolongada através da realização de testes de dissolução. O ácido ascórbico (princípio ativo) e os medicamentos de duas marcas distintas (marca A e marca B) foram caracterizados utilizando as técnicas de Espectroscopia de Absorção Molecular na Região do Infravermelho (IV), Termogravimetria/Termogravimetria Derivada (TG/DTG) e Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC). Os testes de dissolução in vitro foram realizados em um dissolutor com aparato pá a uma temperatura de 37 °C (± 0,5 ºC), empregando 900 mL de água ultrapura como meio de dissolução e uma velocidade de agitação de 50 rpm. O ácido ascórbico dissolvido nas alíquotas de meio de dissolução obtidas durante a realização dos testes, foi quantificado por meio da técnica de Espectroscopia de Absorção Molecular na Região do UV-Visível (UV-Vis). A partir dos perfis de dissolução, observou-se que as formulações de ambas as marcas promoveram uma liberação prolongada do ácido ascórbico. O medicamento da marca A teve cerca de 67% do princípio ativo dissolvido em 360 minutos. Já para o medicamento da marca B, ocorreu dissolução de cerca de 72% nesse mesmo tempo. A cinética de liberação foi avaliada através do emprego de modelos cinéticos do tipo ordem zero, primeira ordem e Higuchi. O modelo que melhor se ajustou aos dados experimentais foi o de Higuchi.
Abstract: The quality of drugs is a legal and moral attribute, and quality control is a crucial step in the development of pharmaceutical forms for commercialization. In vitro dissolution tests are an extremely important tool in the development and quality control of drugs, making it possible to evaluate the performance or efficiency of the pharmaceutical form in releasing the active substance through the amount dissolved in the dissolution medium when the product is subjected to specific equipment. In this sense, the main objective of the present study was to evaluate the release of ascorbic acid in prolonged release commercial vitamin C tablets by dissolution tests. Ascorbic acid (active principle) and drugs of two different brands (brand A and brand B) were characterized using the techniques of Molecular Absorption Spectroscopy in the Region of Infrared (IV), Thermogravimetry/Derived Thermogravimetry (TG/DTG) and Differential Scanning Calorimetry (DSC). The in vitro dissolution tests were performed in a dissolver with a paddle apparatus at a temperature of 37 ° C (± 0.5 ° C), employing 900 mL of ultrapure water as the dissolution medium and a stirring speed of 50 rpm. The ascorbic acid dissolved in the aliquots of dissolution media obtained during the tests was quantified using the UV-Vis Molecular Absorption Spectroscopy technique. From the dissolution profiles, it was observed that the formulations of both brands promoted a prolonged release of ascorbic acid. Brand-name drug A dissolved about 67% of the active ingredient in about 360 minutes. Brand-name drug B, however, dissolved about 72% at the same dissolution time. Release kinetics were evaluated using kinetic models such as order zero, first order and Higuchi. The model that best fit the experimental data was that of Higuchi.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6219
Other Identifiers: 2014045213
Appears in Collections:Química (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AcidoAscorbico_DamascenoJunior_2017.pdfMonografia1.99 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.