Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6169
Title: Discriminação de respostas metabólicas de Staphylococcus aureus submetidas a nanopartículas de prata
Authors: Lima, Rayane Pereira de
Keywords: Resistência bacteriana;Nanopartícula de prata;Hiclato de doxiciclina;Análise de Componentes Principais
Issue Date: 6-Dec-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: LIMA, Rayane Pereira de. Discriminação de respostas metabólicas de Staphylococcus aureus submetidas a nanopartículas de prata. 2017. 49 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química Bacharelado) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: A resistência bacteriana é uma das problemáticas enfrentadas pela indústria farmacêutica. Dados da literatura mostram resultados promissores na aplicação de nanopartículas de prata (NanoAg) para combater a resistência bacteriana, além da possibilidade de realizar sua combinação com fármacos. Nesse estudo, as NanoAg foram sintetizadas por meio de uma rota de baixo impacto ambiental. Essas nanopartículas e seu combinado com hiclato de doxiciclina (DO) foram caracterizadas por microscopia eletrônica de transmissão (MET) e espectroscopia na região do ultravioleta e visível (UV-Vis). A espectroscopia na região do UV-Vis mostrou a formação de bandas características das NanoAg (401 nm), DO (273 nm e 346 nm). Após a adição de DO à solução de NanoAg, a banda de DO apresentou um deslocamento na segunda banda, agora sendo apresentada em 355 nm, remetendo à uma possível interação. As micrografias de MET mostraram que a forma das NanoAg foi conservada após a adição de DO, bem como que promoveu uma mudança no tamanho médio das partículas de 5,32 nm ± 1,02 nm para 4,32 nm ± 1,02 nm (p < 0,05). Posteriormente, as bactérias foram ativadas, semeadas, incubadas e expostas aos agentes antimicrobianos (NanoAg, DO, NanoAg + DO), seguido da aquisição de seus respectivos espectros de FTIR-ATR. A Análise de Componentes Principais (ACP) foi aplicada ao grupo de espectros mostrando um padrão de diferenciação entre as classes.
Abstract: Bacterial resistance is one of the problems faced by the pharmaceutical industry. Data from the literature show promising results in the application of silver nanoparticles (NanoAg) to combat the bacterial resistance, in addition to the possibility of combining them with drugs. In this study, the NanoAg were synthesized by a low environmental impact route. These nanoparticles and their combination with doxycycline hyclate (DO) were characterized with transmission electron microscopy (TEM) and UV-Vis spectroscopy (UV-Vis). Spectroscopy in the UV-vis region showed the formation of bands characteristic of NanoAg (401 nm), DO (273 nm and 346 nm). After the addition of DO to the NanoAg solution, the DO band shifted to 355nm due to interaction with NanoAg. TEM micrographs showed that the shape of the NanoAg was preserved after the addition of DO and promote a change in the mean particle size from 5.32 nm ± 1.02 nm to 4.32 nm ± 1.02 nm (p < 0, 05). Subsequently, the bacteria were activated, seeded, incubated and exposed to the antimicrobial agents (NanoAg, DO, NanoAg + DO), followed by the acquisition of their respective FTIR-ATR spectra. The Principal Component Analysis (PCA) applied to the group of spectra showed a pattern of differentiation between the classes.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6169
Other Identifiers: 2013053382
Appears in Collections:Química (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RespostasMetabolicas_Lima_2017.pdfMonografia1.46 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons