Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6158
Título: O posicionamento do conselho federal de serviço social em relação ao uso de psicoativos: inserção na agenda profissional e desafios contemporâneos
Autor(es): Bezerril, Jéssika Wanessa Medeiros
Palavras-chave: Serviço Social;CFESS;Psicoativos;Direitos Humanos
Data do documento: 2017
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: BEZERRIL, Jéssika Wanessa Medeiros. O posicionamento do conselho federal de serviço social em relação ao uso de psicoativos: inserção na agenda profissional e desafios contemporâneos. 2017. 77 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Serviço Social). Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: A presente monografia tem como objetivo analisar a inserção da temática referente ao uso de substâncias psicoativas na agenda profissional e o posicionamento do Conselho Federal de Serviço Social-CFESS acerca da regulamentação dessas substâncias. Do ponto de vista teórico-metodológico, o estudo foi desenvolvido numa perspectiva de totalidade na análise do objeto e delimitando a análise documental da produção do CFESS como estratégia de investigação, destacando: CFESS manifesta, relatórios e notas técnicas. A pesquisa possibilitou análise histórica da questão, considerando as determinações da sociedade capitalista e a inserção e evolução da temática junto à categoria profissional. Os resultados possibilitaram identificar que o CFESS pauta esta temática em interlocução com movimentos sociais e no campo da defesa dos direitos humanos. Sobressai análise crítica sobre a política do proibicionismo, a “guerra às drogas”, o tráfico de drogas, a estigmatização da naturalização da relação entre drogas e violência social, o vício, a internação compulsória/involuntária e a defesa da política de redução de danos. O posicionamento da categoria profissional dos assistentes sociais ao lado de outras categorias profissionais e movimentos sociais tem sido fundamental no processo de prevenção e/ou tratamento da dependência química e na crítica ao conservadorismo vigente.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6158
Outros identificadores: 2014062125
Aparece nas coleções:Serviço Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JéssikaWMB_Monografia.pdf1,06 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.