Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6156
Title: Violência sexual intrafamiliar: um estudo sobre seu enfrentamento a partir da Intervenção Institucional
Authors: Silva, Francilene Santos da
Keywords: Violência intrafamiliar;Família;CEDECA
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Francilene Santos da. Violência sexual intrafamiliar: um estudo sobre seu enfrentamento a partir da Intervenção Institucional. 2017. 68 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Serviço Social). Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: O presente estudo tem como problema central a violência intrafamiliar, a qual é conceituada como um tipo de violência cometido por familiares ou pessoas próximas. O abuso intrafamiliar tem sido o mais recorrente entre os tipos de violência sexual que incidem sobre, crianças e adolescentes. O objetivo geral dessa pesquisa foi: conhecer a percepção dos pais e familiares acerca da violência sexual, vivenciada por crianças e adolescentes, antes e após serem atendidas no CEDECA Casa Renascer, seguidos dos objetivos específicos: identificar a percepção dos pais acerca da violência sexual; analisar quais as formas de enfrentamento construídas pelas famílias; construir e analisar o perfil socioeconômico, político e cultural das famílias atendidas no CEDECA. A metodologia utilizada foi á revisão bibliográfica e documental, além de entrevistas desenvolvidas com cinco pais, sendo três mães e dois pais, a escolha dos entrevistados foi aleatória. A entrevista foi realizada com base em um roteiro semiestruturado. No decorrer do trabalho, foi possível observar que a percepção dos pais referente à violência é associada a sofrimento, coisa ruim e dolorosa. As famílias que são atendidas no CEDECA, a maioria é de baixa renda e chegam á instituição com o desejo de ter um tratamento psicológico para seus filhos. Ao descobrir o abuso sofrido pela criança ou adolescente, suas primeiras ações são sentimentos de raiva por não terem protegido seus filhos, após esse momento denunciam o ocorrido, e almejam continuar exercendo o seu papel de protetor, com o olhar mais crítico em cada comportamento de seus filhos.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6156
Other Identifiers: 20150147210
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FrancileneSS_Monografia.pdf930.25 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.