Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6150
Title: “Meus meninos são o que você teceu em resistência ao mundo que Deus deu”: ensaio sobre a organização política da juventude nas periferias do município de Natal – RN
Authors: Gomes, Ana Lúcia de Lima
Keywords: Juventude;Organização política;Periferias;Movimentos sociais
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: GOMES, Ana Lúcia de Lima. “Meus meninos são o que você teceu em resistência ao mundo que Deus deu”: ensaio sobre a organização política da juventude nas periferias do município de Natal – RN. 2017. 110 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Serviço Social). Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: A presente pesquisa tem por objetivo analisar a atuação política de organizações populares protagonizadas por jovens nas periferias do município de Natal – RN, apreendendo suas implicações sócio espaciais e suas conquistas e desafios político-organizativos. É, também, uma tentativa de tonificar e publicizar a organização de um determinado território e as pessoas que o compõem, fortalecendo-as como, para além de objetos de estudo, sujeitos com demandas especificas. Dessa forma, busca-se identificar onde estão as organizações de juventude nas periferias do município de Natal, como uma forma de fortalecimento desses aparelhos e de visibilidade das demandas que perpassam seu cotidiano. A perspectiva metodologia é de uma pesquisa exploratória de natureza qualitativa utilizando: revisão de literatura; pesquisa documental e de campo, que foi realizada em parceria com três organizações de juventude situadas nas localidades com maior concentração de pobreza no município, são elas, o Levante Popular da Juventude (especificamente no território de Felipe Camarão), o Movimento Passe Livre e o Coletivo Quinto Elemento de Hip Hop Potiguar. Esse estudo possibilitou identificar as contradições vivenciadas na dualidade de ser um sujeito de periferia, jovem e buscar a organização política como ferramenta de articulação de luta por direitos, um mapeamento das diversas pautas e a contribuição das mesmas para a almejada transformação da realidade. A pesquisa é um passo para compreender as periferias como espaços da luta de classe e a juventude como sujeita de direito e dotada de capacidade organizativa por direitos e mudança da realidade.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6150
Other Identifiers: 2014031782
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnaLLG_Monografia.pdf1,41 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.