Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/6089
Title: Análise da política de progressão parcial no IFRN - Campus Natal Central no biênio 2015-2016
Authors: Medeiros, Izabelle Emanuele Santos
Keywords: Progressão Parcial;Educação;Políticas Públicas;IFRN
Issue Date: 14-Dec-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MEDEIROS, Izabelle Emanuele Santos. Análise da política de progressão parcial no IFRN - Campus Natal Central no biênio 2015-2016. 2017. 43 f. TCC (Graduação) - Curso de Pedagogia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: Esse trabalho é fruto das análises da política de progressão parcial no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Natal Central (IFRN/CNAT) no biênio 2015-2016. A progressão parcial é o mecanismo, aprovado pela LDB (Lei n° 9.394/96), que permite ao(a) estudante prosseguir nos estudos, de modo que ele(ela) avance para o ano de escolaridade seguinte tendo a oportunidade de recuperação naquelas disciplinas em que obteve um desempenho insatisfatório. Desse modo, objetivou-se analisar, no contexto escolar, a operacionalização da progressão parcial no IFRN/CNAT, com prioridade para as turmas de 1º ano dos Cursos Técnicos Integrados de Nível Médio, indicando os pontos positivos e negativos dessa política. Além disso, o trabalho pretende verificar quais foram os resultados alcançados pelos alunos que ficaram em situação de progressão parcial ao final de 2016, analisando se essa política alcançou os resultados esperados. Para a obtenção desses objetivos, foram realizadas pesquisas bibliográfica e documental, levantamento de dados quantitativos no Sistema Unificado de Administração Pública - SUAP/IFRN, e análise qualitativa desses dados a partir do referencial teórico que se baseou, principalmente, nos estudos de LUCKESI (1995); ZABALA (1998); ESTEBAN (1999); ALMEIDA (2012); DANTAS, COSTA (2012); FRANÇA (2014); e PESSÔA (2016). Para se chegar à análise do objeto de estudo, primeiramente foi feita uma discussão sobre a política de progressão parcial; em um segundo momento, delimitou-se o lócus da pesquisa. Feito isso, discutiu-se a regulamentação da progressão parcial no IFRN e seus resultados. E, ao final, foram tecidas as considerações. Os principais resultados a que este trabalho chegou foram: a política de progressão parcial ainda é pouco discutida no meio acadêmico; a política de progressão parcial no IFRN atingiu quantitativos satisfatórios ao final de 2016, entretanto ainda é preciso fazer um trabalho sistemático para melhorar a qualidade da formação dos alunos que se encontram em situação de dependência, principalmente, os que se enquadram nas Orientações Normativas da Instituição, pois o acúmulo das disciplinas ao longo do ano muitas vezes leva ou a uma nova situação de progressão parcial, ou a uma retenção na série.
Abstract: This work is the result of the analyzes of the policy of partial progression in the Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Natal Central (IFRN / CNAT) in the biennium 2015-2016. The partial progression is the mechanism, approved by the LDB (Law No. 9.394 / 96), which allows the student to continue in the studies, so that he / she advances to the next school year with the opportunity for recovery in those disciplines in which it performed poorly. In this way, the objective was to analyze, in the school context, the operationalization of the partial progression in the IFRN / CNAT, with priority for the 1st year classes of the Integrated Technical Courses of Medium Level, indicating the positive and negative points. In addition, the study intends to verify the results achieved by students who were partially progressed at the end of 2016, analyzing whether this policy achieved the expected results. In order to achieve these objectives, bibliographical and documentary research was carried out, quantitative data were collected in the Sistema Unificado de Administração Pública - SUAP / IFRN, and qualitative analysis of these data was based on the theoretical framework that was based mainly on the studies of LUCKESI (1995 ); ZABALA (1998); ESBAN (1999); ALMEIDA (2012); DANTAS, COSTA (2012); FRANÇA (2014); and PESSÔA (2016). In order to arrive at the analysis of the object of study, a discussion was first made about the policy of partial progression; in a second moment, the locus of the research was delimited. Once this was done, we discussed the regulation of partial progression in the IFRN and its results. In the end, the considerations were done. The main results of this work were: the politics of partial progression is still little discussed in the academic world; the policy of partial progression in the IFRN reached satisfactory quantitative levels by the end of 2016, however, systematic work is still needed to improve the quality of the training of students who are in a situation of dependency, especially those that fall under the Institutional Guidelines, since the accumulation of disciplines throughout the year often leads either to a new situation of partial progression or to a retention in the series.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/6089
Other Identifiers: 2013062238
Appears in Collections:Pedagogia (Presencial)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnálisePolíticaProgress_Monografia_2017.pdf555.08 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.