Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5921
Title: Análise dos indicadores de gestão fiscal dos municípios e do indicador de governança eletrônica dos municípios brasileiros: um estudo sobre as capitais do Brasil
Authors: Oliveira, Adonis Silva de
Keywords: Gestão fiscal;Índice FIRJAN de Gestão Fiscal;Índice de governança eletrônica dos municípios brasileiros
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: OLIVEIRA, Adonis Silva de. Análise dos indicadores de gestão fiscal dos municípios e do indicador de governança eletrônica dos municípios brasileiros: um estudo sobre as capitais do Brasil. 2017. 79f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Contábeis), Departamento de Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: O trabalho utilizou para analisar o objeto de análise, o Índice FIRJAN Gestão Fiscal (IFGF) e o Índice de Governança eletrônica dos Municípios Brasileiros (IGMB) implementado por Mello (2009), para avaliar a Gestão Fiscal dos Municípios das Capitais do Brasil, foram estabelecidos rankings. E para avaliar o nível de Governança eletrônica nos Municípios, foi utilizado IGMB que é composto por cinco subgrupos: práticas conteúdo, práticas Serviço, práticas Participação Cidadã, práticas Privacidade e Segurança, e práticas Usabilidade e Acessibilidade. O IFGF é composto por cinco indicadores de gestão fiscal: receita própria, gastos com o pessoal, investimentos, liquidez e custo da dívida. A pesquisa se configura como descritiva. Analisado os dados, foi constatado que, Manaus foi o melhor Município em relação eficiência da gestão fiscal, com 0,76 de nota final. O partido político que obteve a melhor nota, foi o PRB 0,73 nota do IFGF final. A região Sudeste foi a melhor no índice de gestão fiscal, 0,69 nota final. Vale destacar que nenhuma das Prefeituras avaliadas, não conseguiram a nota de excelência, ou seja, Conceito A. Além disso, foi obtido uma relação entre o IFGF final, com o IFGF investimento, quanto melhor for o IFGF geral, mais a Prefeitura, terá recursos para investir. Analisado os resultados do IGMB, observou-se que São Paulo foi o município com maior pontuação, com 80,19% das práticas de governança eletrônica implantadas. Verificou-se ainda, que websites possuem níveis médios de governança eletrônica, entretanto, não incentivam a participação do cidadão nas ações do governo.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5921
Other Identifiers: 2014048458
Appears in Collections:Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AdonisSO_Monografia.pdfCiências Contábeis 1.02 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.