Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5889
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMomo, Mariangela-
dc.contributor.authorSilva, Maria Graciene da-
dc.date.accessioned2018-02-21T13:08:12Z-
dc.date.available2018-02-21T13:08:12Z-
dc.date.issued2016-05-30-
dc.identifier2012033026pr_BR
dc.identifier.citationSILVA, Maria Graciene da. A presença de educadores do sexo masculino na educação infantil. 2016. 23 f. TCC (Graduação) - Curso de Pedagogia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5889-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectEducação Infantilpr_BR
dc.subjectGêneropr_BR
dc.subjectProfessores Homenspr_BR
dc.titleA presença de educadores do sexo masculino na educação infantilpr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.referees1Momo, Mariangela-
dc.contributor.referees2Viveiros, Kilza Fernanda Moreira de-
dc.description.resumoO presente artigo tem por finalidade abordar a presença de educadores do sexo Masculino na Educação Infantil. Esse é um universo naturalizado como feminino onde raramente se ver homens lecionando. Assim, nos propomos a pesquisar e refletir sobre atuação de professores/homens na Educação Infantil na rede municipal de Luís Gomes, no estado do Rio Grande do Norte, visando abordar questões relacionadas às discussões de gênero. A pesquisa parte dos seguintes questionamentos: por que nesse espaço educacional há pouca representação masculina? E Porque a concepção de Educação Infantil está ligada as mulheres como profissionais dessa área? Sendo Assim, foi feita uma pesquisa bibliográfica para entender a história da Educação Infantil no Brasil visando compreender como se deu o processo de constituição dessa etapa da Educação como eminentemente feminino. Em seguida foi realizada uma pesquisa na secretaria de Educação do município de Luís Gomes/RN para saber se havia homens atuando na Educação Infantil, bem como uma pesquisa qualitativa e quantitativa de campo, visitando instituições de Educação Infantil e aplicando questionário para profissionais e pais de alunos com intuito de saber o que eles pensam sobre a presença/ausência desses profissionais no universo infantil. Para aprofundamento do tema adotamos como aporte teórico as autoras Seabra e Sousa (2010), Sayão (2005), Monteiro (2014), entre outros. Portanto, pretende-se mostrar que o universo infantil não é exclusivamente de um gênero, podendo assim atuar profissionais qualificados independente de ser homem ou mulherpr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentPedagogiapr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.contributor.referees3Figueiredo, Milene dos Santos-
Appears in Collections:Pedagogia (A distância)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PresencEducSex_Monografia_2016.pdf343.37 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons