Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5850
Title: O ensino da língua escrita e a criança com deficiência intelectual no contexto escolar: desbravando o currículo
Authors: Silva, Andrialex William da
Keywords: Deficiência Intelecutal;Língua Escrita;Currículo;Adaptação Curricular
Issue Date: 13-Dec-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Andrialex William da. O ensino da língua escrita e a criança com deficiência intelectual no contexto escolar: desbravando o currículo. 2017. 54f. Trabalho de Conclusão de Curso - Monografia (Graduação em Pedagogia), Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: O presente trabalho tem como objetivo analisar as adaptações curriculares feitas no ensino da língua escrita visando o contato sistematizado do aluno com deficiência intelectual (DI) ao código alfabético e as suas dimensões sociais em uma turma inclusiva. Levar em consideração a importância da alfabetização e do letramento de qualquer sujeito pensando na sua atuação social e nas possibilidades dentro de uma comunidade inserida na Cultura Escrita, assim como, a presença da pessoa com deficiência intelectual na sociedade justificam pesquisas que investiguem o processo de ensino da língua escrita desses alunos e seus rebatimentos no currículo escolar. A pesquisa é de base qualitativa e se constitui como um estudo de caso, tendo como instrumentos de coleta de dados a observação e a entrevista. Toda a coleta de dados aconteceu no primeiro semestre de 2016 e em uma escola localizada na zona oeste de Natal – RN em uma turma de 3º ano, que conta com 17 alunos, uma professora e uma estagiaria, a pesquisa também contou com a colaboração da coordenadora da instituição de ensino. A análise de conteúdo é respaldada em Bardin (1979) para a construção dos resultados. Nos resultados encontramos as adaptações curriculares como possibilidades para sistematizar o maior contato da língua escrita e da criança com deficiência intelectual, assim buscando que o currículo se ajuste ao aluno pensando nas potencialidades e nas limitações do estudante. Dessa forma, as adaptações curriculares também contribuem para a desconstrução do estigma da não aprendizagem que persegue o aluno DI, uma vez que elas visam rever o contexto educacional pensando no avanço do aluno no processo de escolarização, desta forma se distancia do empobrecimento curricular, principalmente no que diz respeito aos conteúdos conceituais, entre eles a língua escrita, presentes no cotidiano escolar dos alunos com DI. As adaptações no currículo aqui analisadas foram nas atividades e materiais; estratégias e metodologias; e na organização da turma, tudo visando a alfabetização e o letramento. Também encontramos nos resultados que as adaptações curriculares, mesmo as não significavas, contam com a influência da coordenadora e da estagiaria da turma, assim diversos atores formulam o currículo da turma, e não apenas a docente responsável. Portanto, concluímos que o ensino e aprendizagem da língua escrita para o aluno com deficiência intelectual é repleto de singularidades, contempladas pelo currículo graças a sua flexibilidade que permite a construção das adaptações curriculares pelos diversos atores do contexto educacional, assim, atendendo as especificidades do alunado.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5850
Other Identifiers: 2014022390
Appears in Collections:Pedagogia (Presencial)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EnsinDaLing_Monografia_2017.pdf1.32 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons