Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5697
Title: Do hobby à atuação profissional – a vulnerabilidade das relações de trabalho da classe artística e suas raízes
Authors: França, Analice de Oliveira
Keywords: Artista;Músico;Trabalho;Profissional;Amador;Hobby
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FRANÇA, Analice de Oliveira. Do hobby à atuação profissional: a vulnerabilidade das relações de trabalho da classe artística e suas raízes. 2017. 70f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito), Departamento de Direito, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: O presente estudo objetiva operar um escaneamento dos principais fatores que levaram à precarização das condições de trabalho do profissional da classe artística quando desprovido de amplo reconhecimento ou fama, a fim de apontar caminhos, gerando reflexões e provocações que ensejem novas pesquisas que aprofundem os temas abordados, aumentando a capacidade de ofertar soluções. A pesquisa se centra no processo histórico de construção da figura do artista, levando em consideração aspectos políticos, socioculturais e sociojurídicos, a fim de apontar para suas implicações no descaso havido na construção de sua situação de trabalho. A coexistência entre a prática profissional e amadora é também apontada como um dos grandes desafios à proteção da classe e um dos fatores que dificultam o reconhecimento da profissão. São, ainda, abordadas outras peculiaridades da atividade artística, as quais geram preconceito e contribuem para sua desqualificação enquanto prática profissional e para a cultural noção que naturaliza sua desvalorização. No âmbito brasileiro, optou-se por examinar a adequação das leis destinadas a regulamentar a atividade dos músicos, concluindo serem estas inadequadas e ineficazes por não considerarem as particularidades da atividade. A atuação da OMB, de caráter ditatorial e persecutório das liberdades da classe, ilustra a influência do interesse das instituições de poder na manutenção da subserviência da categoria, sendo a música em si encarada como uma forma de poder. A pesquisa baseia-se, além da experiência da própria autora como musicista e atriz, em extensa pesquisa bibliográfica que conta com livros, artigos, vídeos de entrevistas disponíveis online, demonstrações de opiniões de artistas do meio musical em fóruns de discussão, redes sociais e outras plataformas por estes utilizadas.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5697
Other Identifiers: 2012933482
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnaliceOF_Monografia.pdfDireito1.76 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.