Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5640
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorDuarte, Marise Costa de Souza-
dc.contributor.authorMoreira, Jessyka Byanka Basílio-
dc.date.accessioned2018-01-30T16:54:24Z-
dc.date.available2018-01-30T16:54:24Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier2013024863pr_BR
dc.identifier.citationMOREIRA, Jessyka Byanka Basílio. Lugar de mulher é onde ela quiser: um estudo sobre direito à cidade e ao transporte público sob a perspectiva de gênero. 2017. 60f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito), Departamento de Direito, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5640-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectDireito à cidadepr_BR
dc.subjectDesigualdade de gêneropr_BR
dc.subjectTransporte públicopr_BR
dc.titleLugar de mulher é onde ela quiser: um estudo sobre direito à cidade e ao transporte público sob a perspectiva de gêneropr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.referees1Coêlho, Ana Carolina Guilherme-
dc.contributor.referees2Bentes Sobrinha, Maria Dulce Picanco-
dc.description.resumoAs mulheres, historicamente, possuem o papel do cuidado com a casa, bem como a função reprodutora da família. A partir de uma análise bibliográfica, pretende-se demonstrar que nessa divisão sexual do trabalho, o papel exercido pela mulher na sociedade é realizado primordialmente no ambiente doméstico. Atualmente, apesar da inserção da mulher no mercado de trabalho, a exigência dos cuidados com a casa e a família ainda se concentram sobre as mulheres, mães e esposas. Por isso, elas tem via de regra, jornada de trabalho dupla, são mal pagas no trabalho que realizam fora de casa – se comparado ao valor que homens ganham para exercer o mesmo trabalho -, e não são reconhecidas pelo seu trabalho doméstico realizado já que esse seria sua obrigação. Diante disso, este trabalho visa compreender como a mulher se insere no espaço público e quais as dificuldades que ela enfrenta para isso, partindo do pressuposto de que o direito à cidade é um direito humano, sob a ótica trabalhada por David Harvey e Henri Lefebvre. Especificamente, dentro da seara urbanística, analisa-se o direito das mulheres ao transporte público de qualidade, constatando os assédios diários sofridos pela mulheres nesse espaço e analisando a adoção dos vagões exclusivos pelo governo como forma de assegurar o direito das mulheres ao transporte público de qualidade.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentDireitopr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JessykaBBM_Monografia.pdfDireito909,25 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.