Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5579
Title: Estudo da qualidade de água produzida tratada por sistema microemulsionado para germinação de sementes de girassol
Authors: Oliveira, Gregory Vinicius Bezerra de
Keywords: Água produzida;Microemulsão;Irrigação;Germinação;Girassol
Issue Date: 30-Jun-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: OLIVEIRA, Gregory Vinicius Bezerra de. Estudo da qualidade de água produzida tratada por sistema microemulsionado para germinação de sementes de girassol. 2017. 65 f. TCC (Graduação em Química do Petróleo) - Instituto de Química, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: A água produzida se caracteriza como o principal efluente gerado durante a exploração de petróleo e por possuir uma grande quantidade de contaminantes, dentre eles, metais pesados, que são muito tóxicos e de difícil remoção. O tratamento de contaminantes nas águas residuais utilizando sistemas microemulsionados vem se mostrando uma técnica eficiente. O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade da água produzida tratada por um sistema microemulsionado, nos principais parâmetros físico-químicos de água para irrigação, bem como o efeito da aplicação na germinação de sementes de girassol, e sobre o solo. Utilizou-se um diagrama pseudoternário de um sistema contendo água produzida sintética como fase aquosa, óleo de coco saponificado como tensoativo, n-butanol como cotensoativo, e hexano como fase orgânica, sendo escolhido o ponto 5% C/T, 10% FO, 85% FA, localizado na região de Winsor II, cuja fase aquosa do sistema foi utilizada na irrigação. O ponto foi reproduzido em escala piloto para ser aplicado na germinação de sementes de girassol e para análises dos parâmetros físico-químicos. Foram utilizadas: água de torneira, água produzida, água produzida tratada e combinações de água de torneira com a água tratada, nas proporções de 4:1 e 2:1, para a comparação dos resultados. O ponto de Winsor II escolhido obteve uma extração ótima para a maioria dos metais presentes na água produzida, exceto potássio e o sódio. A água produzida tratada apresentou concentrações de manganês acima da concentração máxima permitida pelo CONAMA/396, bem como o potássio, o magnésio, e o sódio, também apresentaram concentrações acima do ideal para irrigação, de acordo com os parâmetros da Embrapa, devido ao perigo de salinização e sodificação provocada principalmente pela alta concentração de sódio. A água produzida tratada foi classificada como de restrição severa ao uso na irrigação. Para a germinação de girassol, também foi verificado um efeito negativo devido à presença do sódio, com respostas negativas para porcentagem de germinação, índice de velocidade de emergência e altura das plantas. Em relação ao solo, a irrigação com água tratada provocou um aumento na concentração de sódio maior do que para as outras águas utilizadas, além de um aumento no pH e condutividade. Porém os testes utilizando as diluições de água tratada apresentaram resultados satisfatórios, se mostrando eficientes e ideais para todos os parâmetros: qualidade de água para irrigação, germinação e características do solo, sendo uma ótima alternativa para o reúso de água produzida tratada por sistemas microemulsionados.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5579
Other Identifiers: 2013053776
Appears in Collections:Química do Petróleo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EstudoQualidadeÁgua_OLIVEIRA_2017.pdf1,31 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.