Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5552
Title: Pressão alimentar dos peixes sobre a comunidade bentônica em diferentes profundidades de costões rochosos na enseada de cagarras em Fernando de Noronha
Authors: Bleuel, Jessica
Keywords: Interações tróficas;Herbivoria;Fatores ambientais
Issue Date: 29-Nov-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BLEUEL, Jessica. Pressão alimentar dos peixes sobre a comunidade bentônica em diferentes profundidades de costões rochosos na enseada de cagarras em Fernando de Noronha. 2017. 40f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas), Departamento de Oceanografia e Limnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: As interações entre organismos e as condições abióticas estruturam os ecossistemas atuando diretamente sobre a composição de espécies e indiretamente nas interações tróficas. Em ambientes recifais as interações dos peixes com a comunidade bentônica (top-down) são fundamentais por estruturar e influenciar no funcionamento desses ecossistemas. Nesses ambientes, as comunidades bentônica e nectônica e suas interações tróficas variam conforme a profundidade devido a mudanças nas condições abióticas (luz) e da disponibilidade de recursos (nutrientes ou alimento). Nesse contexto, avaliamos a pressão alimentar dos peixes (interações tróficas) sobre o bentos e sua relação com a cobertura bentônica ao longo de diferentes profundidades na enseada de Cagarras em Fernando de Noronha. Utilizamos a metodologia de filmagem remota na qual áreas recifais de 2m² foram filmadas durante 10 minutos em três profundidades: raso (4-6m), médio (8-9m) e fundo (14-15m), totalizando 15 amostras por profundidade. A partir da análise dos vídeos foram registrados a espécie, grupo funcional, tamanho e o número de investidas de cada peixe no substrato. Também avaliamos a cobertura bentônica dentro das áreas filmadas através de 5 fotoquadrados, de cada área, 75 em cada estrato de profundidade, totalizando 225 fotos que foram analisadas utilizando o software Photoquad. A pressão alimentar total diminuiu com a profundidade, sendo aproximadamente três vezes maior no raso que no fundo. A maior parte dessa pressão foi exercida pelos herbívoros territoriais (Pomacentridae) e raspadores (Labridae: Scarini), que também tiveram suas abundâncias reduzidas com a profundidade. Ambos se alimentaram mais frequentemente de matriz de algas epilíticas (turf, ~80%) e algas foliáceas (~20%), componentes dominantes da comunidade bentônica em todas as profundidades. A cobertura de turf, algas foliáceas, algas corticadas, corais escleractíneos e substrato (areia e cascalho) variaram significativamente entre as profundidades; sendo as algas foliáceas mais comuns nos estratos rasos em comparação ao estrato fundo e corais escleractíneos e o substrato (areia e cascalho) mais comuns no estrato fundo que no raso. Não houve relação entre a herbivoria e a cobertura bentônica, indicando que outras forçantes potencialmente abióticas podem ser responsáveis pelo padrão observado nas algas foliáceas e na diminuição da herbivoria com a profundidade. Compreender a importância relativa das interações biológicas e condições abióticas para a estruturação das comunidades é fundamental para o entendimento do funcionamento dos ecossistemas.
Abstract: Interactions among organisms and abiotic conditions may structure ecosystems by directly affecting species composition and indirectly affecting trophic interactions. In reef systems fish interactions with the benthic community (top-down) are critical for structuring and functioning of these ecosystems. In these environments, benthic and nektonic communities and their trophic interactions vary according to depth due to changes in abiotic conditions (e.g. light) and the availability of nutrients or food sources. We evaluated fish feeding pressure on the benthos (trophic interactions) and its relation with benthic cover along different depths in the inlet of Cagarras at Fernando de Noronha, NE Brazil. We used remote video recordings in which 2 m² reef areas were recorded for 10 minutes at three depths strata: shallow (4-6m), medium (8-9m) and deep (14-15m), totalizing 15 samples per depth. In each video we recorded the species, functional group, size and number of bites on the substrate of each fish. We also evaluated the benthic cover within the recorded areas through 5 photoquadrats within each recorded area, 75 in each depth stratum, totalizing 225 photos analysed using the Photoquad software. Total feeding pressure decreased with depth, being approximately three times greater in the shallow than in the deep stratum. Most of this pressure was exerted by territorial herbivores (Pomacentridae) and scrapers (Labridae: Scarini), which also showed declining abundances with increasing depth. Both fed more frequently on the matrix of epilithic algal matrix (turf, ~ 80%) and foliose algae (~ 20%), dominant components of the benthic community at all depths. The cover of turf, foliose algae, corticated algae, scleractinean corals and substrate (sand and rubble) varied significantly among depths, where foliose algae were more common in the shallow stratum compared to the deep stratum, as opposed to scleractinean corals and the substrate (sand and rubble) which were more common in the deep stratum than in the shallow stratum. There was no relationship between herbivory and benthic cover, indicating that other abiotic forces may be responsible for the observed pattern in the cover of foliose algae and the decrease of herbivory with depth. Understanding the relative importance of biological interactions and abiotic conditions for community structuring is critical for understanding ecosystem functioning
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5552
Other Identifiers: 2012913185
Appears in Collections:Ciências Biológicas (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PressaoAlimentar_Bleuel_2017.pdf1.82 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.