Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5500
Title: Efeito da plataforma vibratória na atividade eletromiográfica dos músculos estabilizadores do tronco
Authors: Gomes, Sâmara Raquel Alves
Keywords: vibração; eletromiografia; estabilização.;vibration; electromyography; stabilization.
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: GOMES, Sâmara Raquel Alves. Efeito da plataforma vibratória na atividade eletromiográfica dos músculos estabilizadores do tronco. 2017. 35f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Departamento de Fisioterapia, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: Introdução: Na prática clínica, o treinamento dos músculos do core tem sido considerado uma forma eficaz no tratamento de lombalgias e na prevenção de lesões, principalmente no meio esportivo. O uso da plataforma vibratória surge como uma nova forma de estimular os músculos do core com objetivo de intensificar sua ativação. Objetivo: Analisar o efeito da plataforma vibratória sobre a atividade eletromiográfica dos músculos estabilizadores do core. Métodos: Trata-se de um estudo observacional analítico transversal, composto por 30 indivíduos do sexo masculino, praticantes de atividade física. Foi avaliada a Root Mean Square (RMS) dos músculos reto abdominal (porções superior e inferior), oblíquo externo, longuíssimo e multífidus durante os exercícios de ponte, prancha lateral e prancha frontal nas condições sem vibração e com vibração (frequência: 50Hz e amplitude: 4mm). Para análise da normalidade dos dados foi utilizado o teste de Kolmogorov-Smirnov, e para as comparações entre as condições com vibração e sem vibração foi utilizado uma ANOVA de medidas repetidas, atribuindo-se um nível de significância de 5%. Resultados: Neste estudo obteve-se p valor maior que 0,05 quando comparado com vibração e sem vibração em todos os exercícios realizados (prancha lateral, prancha frontal e ponte) e todos os músculos avaliados (multífidus, longuíssimo, oblíquo externo, reto abdominal porções superior e inferior), não demonstrando diferenças significativas entre as condições com vibração e sem vibração. Conclusão: A plataforma vibratória não alterou os valores de RMS dos músculos do core, sugerindo que a utilização da vibração do corpo inteiro não é necessária como método aditivo para aumentar a atividade eletromiográfica durante os exercícios de estabilização.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5500
Other Identifiers: 2013037763
Appears in Collections:Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Efeitodaplataformavibratória _2017_TCC.pdfTexto Completo961.16 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.