Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5400
Title: Fatores associados ao afastamento por invalidez de militares das forças armadas
Authors: Silva, Pedro Augusto Lopes
Keywords: Militares, Afastamento por invalidez, PNS 2013
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Pedro Augusto Lopes e. Fatores associados ao afastamento por invalidez de militares das Forças Armadas. 2017. 42 f. Monografia (Monografia em Ciências Atuariais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: Este trabalho possui como objetivo verificar quais são os fatores associados ao afastamento de militares por invalidez para o Brasil no ano de 2013, utilizando a base de dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS). Esse estudo se justifica uma vez que o afastamento de militares de suas funções ocasiona gastos consideráveis no âmbito da saúde e, também, aumento nos custos provenientes de pagamentos de salários. Foi analisado uma amostra de 205.546 pessoas divididas em dois grupos: militares (N = 3.349) e civis (N = 202.197). Para o alcance dos objetivos propostos foram construídos modelos de regressão logística binária, sendo a variável dependente a ocorrência/não ocorrência do afastamento por invalidez e as variáveis independentes relacionadas a quatro grupos de fatores associados: sociodemográficas, de estilo de vida, percepção do estado de saúde e prevalência de doenças crônicas. Verificou-se que o sexo masculino associou-se positivamente no Modelo 1 (RC = 1,82; p = 0,050) e Modelo 2 (RC = 1,80; p = 0,060) com o afastamento em comparação as mulheres, porém perdeu significância com a adição do IMC e doenças crônicas. A autoavaliação positiva das condições de saúde do militar somente obteve significância estatística Modelo 4 (RC = 0,32; p = 0,058) quando adicionaram os fatores IMC e as doenças crônicas. A variável IMC apresentou-se como fator independentemente associado no Modelo 3 (RC = 3,37; p = 0,000) e no Modelo 4 (RC = 3,75; p = 0,000). E por fim, ter sido diagnosticado de DORT revelou-se um fator de exposição ao afastamento (RC = 1,06; p = 0,055). Concluiu-se que, apesar do grupo dos militares ser bastante seleto em termos de saúde comparando com o grupo de civis, os resultados encontrados apontam bastantes desigualdades em saúde entre os militares, e que pode estar relacionada à natureza das diferentes atividades laborais desempenhadas por militares de diferentes patentes.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5400
Other Identifiers: 2014021285
Appears in Collections:Ciências Atuariais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FatoresAssociados_Silva_2017.pdfMonografias760.38 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.